Athletico x Flamengo: CBF defende que VAR não deveria ser usado no lance de Diego Alves

32
© Getty Images Diego Alves em ação contra o Athletico Paranaense

O empate entre Athletico Paranaense e Flamengo por 1 a 1 pela Copa do Brasil na última quarta-feira foi recheado de polêmicas. A principal delas aconteceu no primeiro tempo, quando o goleiro Diego Alves pegou a bola com as duas mãos fora da área. O VAR não foi acionado e, de acordo com a comissão de arbitragem da CBF, essa foi a decisão correta.

O grupo acredita que o lance não configura uma oportunidade óbvia de gol e lembra que, para se dar um cartão vermelho, é preciso que a infração impeça uma jogada que esteja na direção do gol, em distância próxima à meta, sem defensores no caminho e com domínio ou possibilidade de domínio futuro do atacante.

Para a comissão de arbitragem, o atleta do Athletico Paranaense não tinha domínio da bola, nem possibilidade futura de domínio, uma vez que ela se encontrava entre o goleiro e o atacante, com trajetória em direção ao corpo de Diego Alves.

Para que o VAR revisasse o lance, ele teria que ser passível de cartão vermelho, o que não foi o caso, na visão da comissão.

Para o grupo, a situação não era “óbvia e clara” de gol.

espn.com.br