Camila Toscano quer ser líder da oposição na Assembleia Legislativa da PB

A deputada estadual Camila Toscano (PSDB) disse, nesta segunda-feira (9), que quer ser líder da oposição na Assembleia Legislativa. Ela reconhece que a bancada, com 10 integrantes, não terá trabalho fácil este ano, mas acredita que pode estabelecer uma articulação importante com a sociedade, no debate de matérias que tramitam na ALPB.

Camila, no entanto, descartou uma disputa com o deputado estadual Renado Gadelha (PSL), que admitiu a possibilidade de tentar a reeleição na função. Camila, em entrevista lembrou que os deputados de oposição haviam firmado um acordo no início da legislatura para um rodízio na liderança. Renato Gadelha iria para o terceiro período como líder.

A deputada estadual do PSDB disse esperar da nova gestão da Assembleia, que terá à frente o deputado Gervásio Filho (PSB), respeito a minoria e que as questões partidárias não interfiram no andamento dos trabalhos. Ela disse que vem conversando com Gervásio e tem observado que a disposição do deputado é não partidarizar as discussões, deixando o embate para o plenário.

Camila defendeu que a direção estadual do PSDB converse com o deputado estadual Antônio Mineral, que assumiu a titularidade do mandato ratificando apoio ao governador Ricardo Coutinho (PSB), mesmo sendo da oposição. “Não cabe a mim essa conversa. Acho que as lideranças do partido, como o presidente Ruy Carneiro e o senador Cássio Cunha Lima, devem conversar com o deputado sobre essa situação. Com informações do Portal Correio.