Direção para onde?

Olivete AguiarRudy Giuliani, prefeito da cidade de Nova Iorque em 11 de Setembro de 2001, quando o bombardeio terrorista destruiu o centro mundial de comércio, conta a história de como pessoas de todas as partes dos Estados Unidos concentraram-se na cidade de Nova Iorque para ajudar no resgate após o desastre.

Pouco depois de 11 de Setembro, o prefeito estava se deslocando no centro de Manhattan, quando notou um policial orientando o tráfego em um cruzamento. O prefeito Giuliani saiu do seu carro e cumprimentou o policial que era de Chicago, que fica a 1263 km dali. Quando o prefeito voltou ao seu carro, ele pensou como era maravilhoso que o prefeito Daly de Chicago, tivesse mandado um policial voluntário para ajudar em Nova Iorque em um tempo de crise. Mas então outro pensamento surgiu na mente de Giuliani: o policial estava orientando veículos em todas as direções de maneira profissional. Mas um nativo de Chicago realmente sabia para onde estava mandando o tráfego? Para onde as pessoas acabariam indo?

Nos gracejamos diante do pensamento de uma pessoa de Chicago orientar o tráfego em uma das ruas mais movimentadas de Nova Iorque. Mas você alguma vez recebeu orientação errada de alguém e acabou se perdendo? Muito mais perigoso é ouvir orientações para a vida de pessoas que não sabem para onde estão indo. Quantas pessoas tomam conselhos matrimoniais de estrelas de Hollywood que se divorciam várias vezes? O que dizer de estudantes que seguem os ensinos de professores ateus, que não creem que o Universo foi criado por Deus, não ama a Deus e não têm esperança para o futuro?

Há somente uma Pessoa que pode direcionar a nossa vida perfeitamente. Naturalmente, essa pessoa é Deus. Ele usa inclusive coisas “más” para o nosso bem. Segundo Rm 8.28 “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”. Ele anula as piores intenções das pessoas más. Exemplo óbvio disso é a morte de Cristo na cruz: Deus usou a indiferença de Pilates, as políticas de Herodes e o ódio cego de governantes para realizar a nossa salvação. Deus realmente tem tudo em suas mãos, por isso, podemos nos submeter à vontade dele com toda a segurança. Ele nos dirigirá para alcançar nosso plano potencial e sua plena glória quando nós lhe obedecemos.

Olivete Aguiar