Inter empata com o Flu e é rebaixado pela 1ª vez na história

bloggif_584e8a4a6ee77Nem o milagreiro Danilo Fernandes nem os deuses do futebol foram suficientes para livrar o Inter do primeiro rebaixamento de sua história. Mas, acima de tudo, o próprio time colorado não teve condições sequer de bater o Fluminense na tarde quente deste domingo no Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita, no Rio de Janeiro. E foi com ares de crueldade. Abatido em campo, o Colorado saiu atrás, mas conseguiu empatar em 1 a 1 no fim. O resultado, combinado com a vitória do Sport sobre o Figueirense, decreta a queda colorada para a Série B.

Nem mesmo o adversário desfigurado, com técnico interino, sem 12 jogadores e há nove partidas sem vencer deu chance ao Colorado para tentar mudar o que já se desenhava há um bom tempo. O goleiro Danilo Fernandes ainda defendeu um pênalti batido por Richarlison e ainda assim a equipe não encontrou forças para ao menos bater o tricolor carioca por sua honra. O Inter encerra a temporada terrível com 43 pontos, na 17ª posição do Brasileirão. O Flu fecha o campeonato em 13º, com 50.

Obrigado a vencer, o Inter teve sua primeira chance logo aos dois minutos. Vitinho disparou pela esquerda e cruzou para Valdívia, que dominou e chutou para fora. Nico López ainda tentou desviar no meio do caminho, mas sem sucesso. A resposta do Flu veio aos 12, após Douglas deixar Gustavo Scarpa livre na entrada para finalizar no canto direito. Danilo Fernandes saltou para fazer boa defesa.

A partir daí, os cariocas passaram a mandar na partida. Acuado, o Inter não conseguia ficar com a bola em seu campo de ataque. O nervosismo ficou traduzido em uma falta cobrada por Vitinho, aos 27, que acertou a arquibancada do Giulite Coutinho. Aos 35, Scarpa levantou na área colorada, e Wellington mandou por cima cara a cara com Danilo Fernandes. Aos 40, o Colorado teve boa oportunidade, quando Ernando rolou para Vitinho, e o atacante foi parado por um carrinho providencial de Edson.

No fim do primeiro tempo, o drama vermelho se ampliou. Henrique Dourado escapou livre pela esquerda e cruzou rasteiro. Richarlison só foi parado por um toque de Alex no pé do adversário, suficiente para derrubá-lo e Heber Roberto Lopes apontar pênalti. Mas o milagreiro colorado Danilo Fernandes foi lá e catou a cobrança de Richarlison. O Inter foi para o intervalo dependendo apenas dele para se manter na primeira divisão.

E teve mais susto logo no início do segundo tempo. Em contra-ataque, Wellington entrou sozinho pela esquerda da área colorada e tentou por cobertura, mas mandou longe da meta, e Alex ainda afastou o perigo. No momento que o relógio marcava 10 minutos da etapa final, o Sport abria o placar na Ilha do Retiro, o que praticamente definia o rebaixamento colorado. A torcida do Flu comemorou e cantou: “ão, ão, ão, segunda divisão”.

O Inter teve outra chance com Ernando, aos 16. Porém, a bola ficou nas mãos do goleiro Marcos Felipe, que precisou substituir o lesionado Júlio César. Lisca colocou os garotos Andrigo e Gustavo Ferrareis para tentar mudar algo. Não resolveram. Com a saída de Alex, o zagueiro Ernando foi para a lateral esquerda, e o volante Anselmo recuou para a zaga.

E o golpe de misericórdia veio aos 27. Wellington avançou pela esquerda e rolou para Douglas, que dominou e bateu. A bola ainda tocou nas costas de William para enganar Danilo Fernandes e morrer no fundo da meta colorada. Aos 35, Wellington acertou a trave, e Marcos Júnior perdeu gol incrível no rebote, mas estava impedido.

Aos 42, Gustavo Ferrareis arriscou de fora da área e empatou, o que não mudou em nada o futuro do Inter: a Série B em 2017. Com informações do G1.