Assembleia Legislativa PB

TERçA, 19 DE SETEMBRO DE 2017 | |

Princesa Isabel, PB

Portal Nordeste1 no FacebookPortal Nordeste1 no TwitterPortal Nordeste1 no Google PlusFale conosco
Publicado em 12/09/2017 às 17:54:54

Fluminense é investigado por "esquema" que funcionava dentro do Corpo de Bombeiros

589_images (18).jpg

O Fluminense do Rio de Janeiro está sendo investigado por ter ocupado o estádio do América em 2016 de forma irregular, sem os documentos necessários para um evento esportivo. Segundo a delegada Renata Araújo, superintendente Operacional da Corregedoria Geral Unificada (CGU), a descoberta do esquema, foi feita durante investigação que apura uma organização criminosa dentro do Corpo de Bombeiros que liberava documentos para o funcionamento de estabelecimentos em troca de dinheiro.

Renata disse que o envolvimento do clube no esquema será alvo de outra investigação que vai começar agora para apurar também a participação de vários outros estabelecimentos no esquema criminoso dentro da corporação.

Os valores que teriam sido pagos para o funcionamento do estádio do América ainda não foram informados para não atrapalhar a próxima investigação. O documento principal que o clube não tinha e que era necessário para o funcionamento de eventos com público é o laudo de prevenção e combate a incêndio (LPCI).

Para o coronel bombeiro José Ricardo Bento Garcia de Freitas, superintendente do Corpo de Bombeiros na CGU, a descoberta do esquema criminoso de recebimento de propina é uma vergonha para a corporação: "Extremamente constrangedor a qualquer bombeiro militar. Nesse exato momento, não tenho dúvidas que existem várias viaturas, vários bombeiros perdendo seu suor, despendendo sua força para salvar vidas e salvar bens. Essa é a instituição Corpo de Bombeiros. Isso que nós apuramos agora é um desvio de função que nos envergonha sobremaneira" sentenciou o coronel.




Redação NE1

Deixe seu comentário

UA-43038666-1