Puro como açúcar

Olivete AguiarCrianças sempre farão as coisas mais estranhas. Enquanto sua família estava em um piquenique, um menino viu um pequeno pote plástico cor-de-rosa sobre a mesa.

Jair enfiou seu dedo no pote e o ergueu. Ele ficou coberto com grãos de açúcar. – Hum! Ele lambeu a cobertura branca do dedo como as crianças costumam fazer. Ele pegou impulsivamente o pote, desceu do banco, escondeu-se debaixo da mesa e ali derramou punhados de terra dentro do pote de açúcar.

Depois de algum tempo, enfiou o dedo no açúcar para provar outra vez, mas agora seu dedo saiu com açúcar e terra. Tinha um gosto horrível! Chorando, trouxe o pote para sua mãe e disse: “Mamãe tire a sujeira daqui”. O açúcar estava contaminado e tornara-se impróprio para o consumo.

Há muito tempo Deus enviou os seres humanos perfeitos, mas por causa da nossa descrença todos pecamos e agora estamos cheios de pecado, cada parte de nós está contaminada por ele e por isso não podemos ser usados para o proposito para o qual Deus originalmente nos criou. Ele simplesmente nos joga fora? Não, ele tem um meio de nos limpar.

O primeiro passo para uma vida santa é confessar cada pecado a Deus. Somente ele pode nos purificar (1 João 1,9) peça que ele examine seu coração e revele o que em sua vida está o desagradando.

Segundo: comprometa-se a fugir da tentação sempre e quando ela aparecer. Finalmente, afaste-se da vida autocentrada e dedique-se a Deus em oração e serviço.

O comprimento do proposito trará alegria e satisfação, e um dia você terá o privilegio de estar diante de Deus puro e santo  para nunca mais pecar (Apocalipse 21,4).