A maioria dos candidatos paraibanos têm nível médio completo. São 4.591 candidatos. Os candidatos com ensino superior completo aparecem em segundo na lista de instrução, com 23,08% ou 2.847 nomes. Fundamental incompleto corresponde ao nível de instrução de 2035 candidatos (10,86%). Nos dados do TSE constam o nome de um candidato analfabeto, Cícero Joaquim, que tem nome de urna Mosquito, candidato pelo Patriota em Queimadas. A candidatura dele deve ser considerada indeferida pela Justiça Eleitoral.

Agricultores são maioria entre os candidatos. São 2.154 pessoas do total com essa ocupação, correspondendo a 17,46%. Vereadores aparecem em segundo lugar como ocupação mais comum entre os candidatos paraibanos, com 1.160 pessoas (9%). Servidores públicos municipais (802 pessoas), comerciantes (756), empresários (573) e donas de casa (389) aparecem com destaque na lista de ocupação declarada.

Faixa etária

A idade dos candidatos registrados no TSE mostram que os idosos são minoria no pleito de 2020. São 1.124 candidatos com mais de 60 anos, sendo uma candidata a vereadora em Alhandra, Maria da Penha Lima Silva (PSOL), com mais de 100 anos. Os jovens aparecem em segundo lugar com menos pessoas, sendo 1.271 candidatos entre 18 e 29 anos. Há um candidato de 16 anos, Antonio Carlos (Cidadania), candidato a vereador em Mamanguape. Já a maioria dos candidatos têm entre 30 e 59 anos, com 9.940 pessoas nesta faixa etária. Dentro deste recorte, a maioria dos candidatos têm entre 40 e 44 anos, com 2.012 pessoas.

G1