O governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), lamentou em entrevista e nas redes sociais, as denúncias deque pessoas estariam tomando a vez do grupo prioritário estabelecido pelo Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19.
 
Conforme o desabafo de João Azevêdo, furar a fila da vacina é assumir a responsabilidade de deixar outras pessoas que estão mais vulneráveis ao vírus em situação de risco. “Aqui o governador do Estado não é fura-fila. Aqui, o governador do Estado não se vacinou e não vai se vacinar enquanto não chegar a vez dele”, disse.
O secretário estadual de Saúde, Geraldo Medeiros, e o secretário executivo de Gestão da Rede de Unidades de Saúde, Daniel Beltrammi, também repudiaram a postura das pessoas que estão sendo imunizadas antes do tempo.

Eles têm feito várias recomendações sobre a prioridade de quem deve se vacinar neste primeiro momento, pois a vacinação chegará para todos, mas é necessário esperar a vez e ir seguindo com as regras de higienização para conter a infecção pelo coronavírus.
PB Agora