O Brasil se mantém em um patamar de mortes diárias nunca observado desde o início da pandemia. Nesta quinta-feira (11), foram notificados 2.233 óbitos por covid-19, segundo maior número, conforme dados enviados pelos estados ao Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e ao Ministério da Saúde.

Também houve acréscimo de 75.412 novas infecções confirmadas de ontem para hoje.

Com os novos números, o país chega ao acumulado de 272.889 mortes e 11.277.717 casos acumulados, dos quais o Ministério da Saúde estima que cerca de 9,9 milhões já estejam curados.

Até então, os maiores patamares de mortes diárias por covid-19 foram os seguintes:

• 10 de março de 2021: 2.286
• 9 de março de 2021: 1.972
• 3 de março de 2021: 1.910
• 5 de março de 2021: 1.800

A média móvel de óbitos dos últimos sete dias está em 1.703, aumento de 48% na comparação com a média dos sete dias anteriores registrada em 25 de fevereiro.

Já a média móvel de novos casos diários atingiu o patamar de 69.141, também com alta de 34,5% em relação há 14 dias.

 

R7