Um hacker de 24 anos foi preso no Bairro Laranjeiras em Uberlândia na manhã desta sexta-feira (19) durante a Operação Deepwater. Conforme a Polícia Federal (PF), ele é suspeito do maior vazamento de dados do Brasil. A ação ainda cumpriu mais quatro mandados de busca e apreensão em Petrolina (PE).

Na casa dele, a PF apreendeu um computador e um celular. De acordo com a investigação, Marcos Roberto Correia da Silva, conhecido como Vandathegod, é responsável pela divulgação de informações de 223 milhões de brasileiros. O rapaz foi levado para a delegacia para depor.

Invasor conhecido

Vandathegod também já foi alvo de outras operações e invasões. Em 2019, o hacker foi preso na Operação ‘Defaced’ realizada pela Polícia Civil, como suspeito de ter invadido os sites da Polícia Civil de Minas Gerais, do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), do Tribunal de Justiça de Goiás e do Exército Brasileiro.

Em 2020, o jovem foi alvo de um mandado de busca e apreensão na operação “Exploit”, que prendeu em novembro o hacker suspeito de invadir sistemas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No mesmo ano, ele foi suspeito de um ataque ao Senado em agosto, após a obtenção de dados e acesso ao e-mail de um servidor público. Segundo a denúncia, ao acessar os sistemas internos da casa legislativa, o hacker fez um vídeo “expondo a fragilidade de segurança da rede”. A gravação também foi publicada na internet.

Agência Brasil