Prefeito e vice-prefeito de Cuitegi tem AIJE movida por compra de voto – CONFIRA DOCUMENTAÇÃO

Na última quinta-feira (06/05), a justiça eleitoral moveu mais uma AIJE (Ação de Investigação Judicial Eleitoral), através da 11º zona eleitoral de Areia, notificando os investigados Geraldo Alves Serafim (prefeito do Município) e Deivisson dos Santos Predes (vice-prefeito), os então candidatos foram acusados de compra votos com uma entrega de tijolos. Os gestores tem até a quinta-feira (13/05), para apresentar as suas respectivas defesas.

Relembre o caso: 

A Polícia Militar recebeu informações de um advogado da coligação “Ao Lado do Povo” sobre uma possível compra de votos, envolvendo a entrega de tijolos a populares através da coligação “Honestidade e Trabalho”, na tarde desta quarta-feira (11/11) na Rua Projetada, S/N, no Conjunto Alzira Toscano. Rapidamente várias viaturas estiveram no local indicado e conseguiram localizar o caminhão Chevrolett D-68, cor branca, ano 1981, placas MMX 1673-PB, descarregando tijolos em uma construção.

Ao ser abordado, o motorista do veículo apresentou recibos com divergências, assim como irregularidades na nota fiscal DANFE. Uma equipe do Fisco Estadual da Paraíba esteve no local do fato e lavrou o auto de atuação fiscal contra a empresa. Os policiais também localizaram algumas pessoas que declararam ter comprado parte dos tijolos, porém os mesmos não souberam relatar com precisão a quantidade de tijolos que teriam adquirido, assim como não confirmaram com exatidão o valor pago pelo produto (tijolos).

A Polícia Militar encaminhou o caminhão e as mercadorias apreendidas (tijolos), juntamente com o motorista do referido veículo para delegacia de Polícia Civil em Guarabira, onde foram lavrados os devidos procedimentos legais.

 

Confira a documentação:

Mandado contra o vice-prefeito

Mandado contra o prefeito