Um novo relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) identificou que pelo menos quatro CPFs de pessoas já mortas foram usadas na vacinação contra a Covid-19 na Paraíba. Além disso, o relatório mostrou que 26 menores de idade e mais de 10 mil pessoas fora das faixas etárias determinadas pelo Plano Nacional de Imunização (PNI) podem ter recebido a vacina. Entre outras irregularidades, mais de 17 mil pessoas aparecem em duplicidade.

Conforme o documento, foram 63.097 casos de domicílio divergente de município de vacinação, 29.406 casos de intervalo incorreto entre doses e 2.779 ocorrências de segunda dose de vacina diferente da primeira. No total, foram 134.338 inconsistências encontradas.

No último relatório do tribunal, foram identificadas pelo menos 19 pessoas com menos de 18 anos vacinadas contra a Covid-19 na Paraíba. Conforme o documento, existem registros de imunização contra a doença em crianças de 2 e 6 anos.

Os dados foram cruzados com informações com diversas bases de dados, como a do Sistema Nacional de Óbitos.

As inconsistências devem ser investigadas pelo Ministério Público. Os dados dos primeiros casos ainda estão sendo analisados pelos promotores.

Redação com G1