O Ministério Público Federal da Paraíba decidiu abrir um procedimento investigatório para apurar uma denúncia de compra de vaga no curso de medicina da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), por meio do Sisu, pela bagatela de R$ 80 mil. A informação foi divulgada na tarde desta terça-feira (10), pelo Programa Arapuan Verdade

Conforme a apuração o reitor Waldney Gouveia já foi notificado para se pronunciar sobre o caso. Ainda conforme divulgado pelo programa, o estudante que teria sido beneficiado com a vaga comprada tem o nome de Diego Whenderson Pereira de Souza, conhecido por Diego Contador.

Ele ingressou no semestre 2021.1 no curso de forma ilícita, após ter o nome divulgado na lista do Sisu. Ainda não se sabe de qual forma ele teria conseguido burlar o sistema nem quem teria sido o beneficiário da quantia pata.

Essa não é a primeira vez que o suspeito é citado nas páginas policiais. Conforme o Ministério Público Federal, o estudando já foi preso, em outra ocasião, no âmbito da operação Orange, da Polícia Civil.

Questionado sobre a investigação, o reitor da UFPB disse que ainda não foi notificado sobre o caso, que só tomou conhecimento imprensa sobre a denúncia, mas que tomará as medidas cabíveis assim que tiver com a notificação em mãos.

“Efetivamente estou sabendo aí. Para mim é uma surpresa. Não chegou ainda as minhas mãos. Esta semana estive no Tribunal de Contas do Estado conversando com doutor Catão tratando de outros temas, retornei por volta das 11h e entrei em outra reunião. Estou saindo agora para estrada de recife na reunião na FAD. Ainda não fui informado oficialmente, mas perguntarei aos nossos representantes o teor da denúncia para poder me inteirar e saber o que se trata o tema”, disse.

PB Agora