A decisão foi tomada nesta segunda-feira e tem como base o aumento de infecções pela covid-19 nas últimas semanas. O índice disparou no Japão durante os Jogos Olímpicos e a organização tenta proteger os atletas paralímpicos, que fazem parte do grupo de risco da doença.

Nesta segunda-feira foi anunciado pelo Comitê Paralímpico Internacional (IPC)  que a Paralimpíada não contará com a presença do público. A entidade se reuniu com o Comitê Organizador, o Governo Metropolitano de Tóquio e o Governo do Japão e achou por bem tomar medidas rigorosas para conter o avanço da pandemia da Covid-19.

No último domingo, o Japão registrou 17.902 novos casos de Covid-19, com 10 mortes. O país tem 49,6% da população vacinada pelo menos com a primeira dose. Apesar da pandemia, o IPC não descartou a presença de estudantes nos estádios através do programa escolar que visa construir uma sociedade mais inclusiva, mas que a situação deve depender das autoridades locais, administrações dos colégios e dos pais dos alunos.

Os Jogos Olímpicos também não tiveram público na grande maioria dos eventos, exceto em alguns fora de Tóquio. A decisão sobre o público nos Jogos Paralímpicos foi empurrada para os últimos minutos para monitorar a evolução da pandemia do novo coronavírus, assim como aconteceu com a Olimpíada, cuja proibição do público só foi definida a poucos dias antes da cerimônia de abertura.

Com o número de casos em Tóquio e no Japão, todos que vão aos jogos permanecerão em alerta – diz Parsons.