O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB-RS), disse ter certeza que não haverá um segundo turno entre Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (sem partido) nas vantagens presidenciais de 2022.

Em entrevista ao UOL News , Leite disse que o processo eleitoral irá apresentar outras opções de candidaturas viáveis. O governador gaúcho já se colocou como pré-candidato à presidência da República e deve participar das prévias do PSDB tendo como principal concorrente de João Doria , chefe do Executivo paulista.

“No momento do processo eleitoral, quando as pessoas passarem a analisar as candidaturas disponíveis que são ofertadas – e eu tenho uma expectativa de poder ser um desses nomes -, tenho convicção que uma população vai ver que há caminho para dessa dicotomia, dessa divisão que o Brasil enfrenta “, disse.

Tenho a certeza de que não teremos um segundo turno entre Lula e Bolsonaro
Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul

Diante dessa perspectiva, Eduardo Leite desconversou sobre a possibilidade de escolher entre Lula e Bolsonaro em um segundo turno, chamando de “exercício de futurologia”. Segundo sua avaliação, é preciso também analisar a rejeição aos candidatos que aparecer na frente da corrida presidencial hoje.

“Existe uma polarização entre essas duas candidaturas? Tem. Mas tem a mesma polarização quando vemos a rejeição destes candidatos, que são os mais rejeitados. Eu cruzo as duas informações: a rejeição de um impulsiona o outro”, disse.

“Lula tem mais força em votos porque Bolsonaro tem uma rejeição alta e isso se reverte em voto ao Lula. É quem a população conhece como antagônico ao Bolsonaro. E a mesma coisa acontece no inverso”, completou.