Fãs pedem expulsão do cantor após apontarem falta de consentimento em atitudes com Dayane Mello, que estava bêbada

Por meio do perfil oficial de A Fazenda e do perfil Record TV Comunicação, a Record informou, em nota, que tem uma equipe multidisciplinar apurando os acontecimentos envolvendo Nego do Borel e Dayane Mello na madrugada deste sábado (25). A declaração veio após manifestações de internautas, que acusam ou funkeiro de suposto abuso sexual após vídeos circularem nas redes sociais e indicarem que o modelo tinha ingurgitado bebidas alcoólicas a deixando visivelmente embriagada, não teria consentido em dormir com o cantor no quarto principal.

Segundo vídeos compartilhados por fãs, Dayane teria pedido para ele “parar” enquanto os dois estavam “embaixo do edredom”. No Twitter, o termo “Estupro na Record” alcançou os Trending Topics como o assunto mais comentado da rede social.

A produção do reality apagou as luzes do quarto e fixou a câmera em um ponto onde não era possível visualizar a cama de Nego do Borel. Até o momento desta publicação, a equipe do cantor não se pronunciou sobre o caso. A equipe de Dayane Mello se manifestou pelo Twitter, pedindo “uma ação por parte da emissora” e declarou que iria tomar providências sobre o caso. 

“Isso é inaceitável! Dayane completamente inconsciente e sem nenhuma faculdade de suas ações. Nada justifica! As devidas providências serão obtidas com imagens, vídeos, falas e ações de tudo que vimos assim que conseguirmos entrar em contato com os responsáveis.

Pedimos e esperamos uma ação por parte da emissora. Isso é sério! Não se calem, não silenciem! Denunciem! “

Segundo o manual do jogo, qualquer tipo de violência física a outro gera ao participante expulsão automática. Em A Fazenda 11, o participante Phelippe Haagensen foi expulso do programa após dar um beijo em Hariany Almeida, sem o consentimento da pessoa. 

A tribuna