As obras de construção do Canal Acauã-Araçagi e outras ações executadas pelo Governo do Estado para promover a segurança hídrica na Paraíba mereceram destaque, nesta quarta-feira (15), no “I Seminário Paraibano de Recursos Hídricos e sua Repercussão na Saúde”, realizado pelo Conselho Estadual de Saúde em parceria com a Universidade Federal da Paraíba e o Governo do Estado.

O evento está sendo realizado no formato híbrido, até esta quinta-feira (16), no auditório do Campus I da Universidade Federal da Paraíba, em João Pessoa. As obras de construção do Canal Acauã-Araçagi e o Projeto de Integração do Rio São Francisco (Pisf) foram temas da palestra do secretário da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente, Deusdete Queiroga.

Na ocasião, o secretário agradeceu o convite e falou da importância do evento em tratar de temas importantes e relevantes para a população paraibana. Deusdete Queiroga apresentou os projetos, programas e ações do Governo para atender o Estado na área de recursos hídricos, tais como: o canal Acauã-Araçagi, os ramais do Curimataú e do Cariri; bem como os programas Água Doce e Água para Todos. O secretário ainda respondeu a questionamentos de representantes de entidades de alguns municípios presentes.

O canal Acauã-Araçagi é a maior obra de infraestrutura hídrica da Paraíba, onde estão sendo investidos R$ 1 bilhão e 42 milhões, com recursos federais e do tesouro estadual, nos dois primeiros lotes.  A obra visa o atendimento e abastecimento de água potável para 38 municípios da região, em caráter regular e contínuo e, durante o período seco, o suprimento de água, permitindo o atendimento de uma área de aproximadamente 16 mil hectares de terras irrigadas, desde o Açude Acauã até o Rio Camaratuba, beneficiando mais de 600 mil habitantes.

Outras ações – O Novo Marco do Saneamento é o tema da palestra proferida pelo presidente da Cagepa, Marcus Vinícius; o Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário de João Pessoa, pelo engenheiro sanitarista George Cunha e Resíduos Sólidos, pelo especialista em Engenharia Civil e Ambiental José Dantas de Lima.

O presidente do Conselho Estadual de Saúde, Eduardo Cunha destacou a importância do Pisf e da construção do Canal Acauã/Araçagi que, segundo ele, está sendo discutido dentro de um contexto do Estado que é pobre em recursos hídricos e sua repercussão na saúde da população.