O Ministério Público da Paraíba (MPPB) instaurou procedimento preparatório para investigar a ex-secretária Municipal de Finanças de João Pessoa e ex-secretária Estado da Administração, Livânia Farias, por supostos pagamentos indevidos a um escritório de advocacia.

O documento foi publicado no Diário Oficial Eletrônico do Ministério Público de ontem (16). De acordo com o extrato do procedimento, os pagamentos sob suspeita são na ordem de de R$ 1,6 milhão ao escritório Bernardo Vidal Advogados, no exercício financeiro de 2009, quando exercia a função de Secretária de Finanças de João Pessoa.

Os supostos pagamentos constam no site do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, conforme a portaria do MPPB. Assina o documento foi assinado o 37º Promotor de Justiça da Promotoria de Justiça de João Pessoa Ádrio Nobre Leite.

 

PB Agora