Morreu neste sábado (1º), aos 83 anos, o italiano Calisto Tanzi, fundador da companhia Parmalat.

A empresa chegou a ser uma das maiores da Itália até sua quebra, em 2003, após um longo processo judicial.

Tanzi cumpria prisão domiciliar por causa de uma condenação, em 2010, de 17 anos e cinco meses de cadeia por falência fraudulenta do grupo.

De acordo com investigações, o controlador da Parmalat tentou esconder as dívidas de seu grupo por meio de falsas operações e com o uso de empresas de fachada em paraísos fiscais.

O empresário usou o dinheiro de sua companhia também em outras áreas, como o futebol. Além de comprar o Parma, da Itália, patrocinou na década de 1990 o Palmeiras, ganhando vários títulos importantes com o clube paulista.

R7