O paraibano Patrick Dorneles (PSDB) tomou posse como deputado pela Paraíba na Câmara Federal, nesta terça-feira (22). A cerimônia presidida pelo presidente da Câmara, Arthur Lira, teve a presença da primeira dama Michelle Bolsonaro, a qual sentou-se ao lado de Patrick durante a leitura de seu discurso no plenário. A posse aconteceu às vésperas do Dia Mundial das Doenças Raras (28 de fevereiro).

“Meu agradecimento especial a nossa querida 1ª dama do Brasil pela presença neste momento e pela atenção de sempre!”, declarou Patrick Dorneles nas redes sociais.

Ele assumiu vaga na Câmara Federal por quatro meses, no lugar do deputado Pedro Cunha Lima (PSDB), que tirou licença. No discurso na Câmara Federal, já investido do cargo de parlamentar, ele lembrou como os médicos tratavam seu caso, dizendo aos seus pais para agradecer por ele ainda estar vivo. Patrick considerou que o momento de sua posse é histórico, afinal é o primeiro com doença rara a tomar posse como deputado na Câmara Federal.

O paraibano disse que este é um momento especial para jovens e pessoas com deficiência, pela quebra de paradigmas.

“Minha percepção me faz acreditar que esse é um momento histórico e especial para jovens e pessoas com deficiência, pela quebra de paradigmas”, disse.

O parlamentar afirmou que chega à Casa com “espírito de garra” e que, no seu curto mandato de quatro meses, pretende defender pautas como a implantação de uma unidade da Rede Sarah de Hospitais de Reabilitação em Campina Grande (PB).

“A luta pelos direitos já existentes e a busca por outros e também por estruturas que permitam o diagnóstico precoce e o tratamento qualificado e respeitoso para pessoas com deficiência e pessoas com doenças raras, como também o desenvolvimento de pesquisas no nosso País fazem parte dos meus propósitos”, disse.

Ele também vai defender a aprovação de proposta que destine os recursos recuperados em processos de corrupção para investimento em saúde e pesquisas.

Uma das bandeiras defendidas por Patrick Dorneles é a implantação de uma unidade da Rede Sarah de Hospitais de Reabilitação em Campina Grande.
Suplente do deputado Patrick Dornelles (PSDB) com uma trajetória de luta. Ele é uma referência na luta pelos direitos das pessoas com deficiência e doenças raras, graves e crônicas há mais de dez anos. Ele convive com uma síndrome genética rara, Mucopolissacaridose IV.

Patrick Dorneles obteve 13.809 votos nas eleições de 2018, ficando na primeira suplência do PSDB.

Esta é a primeira vez na história que um deputado portador de doença rara assume mandato no Congresso Nacional no mês em que é celebrado o Dia Mundial de Doenças Raras, com o objetivo de sensibilizar para o tema gestores, profissionais de saúde e população.

Com a licença de Pedro, Rafael Pereira Sousa, Rafafá (PSDB), deveria tomar posse pela segunda vez, como deputado federal da Paraíba, mas abriu mão do mandato para Patrick. No ano passado, ele assumiu o mandato por 4 meses com a licença do deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB).

Severino Lopes
PB Agora