Irmão do ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), o deputado estadual Moacir Rodrigues descartou, durante entrevista nesta quarta-feira (02), qualquer possibilidade de seguir Romero no apoio à pré-candidatura do deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) na disputa pelo Governo do Estado nas eleições desse ano.

Moacir disse que, a preço de hoje, está dividido entre o voto administrativo, que é em prol da reeleição do governador João Azevêdo (PSB), e o político, em apoio à pré-candidatura de Nilvan Ferreira (PTB).

“Minha pauta é administrativa. Hoje eu estou entre dois candidatos: o governador João Azevêdo, que é técnico, não é político, e o jornalista Nilvan Ferreira que até agora não apresentou um projeto administrativo para a Paraíba”, pontuou.

Questionado sobre o porquê de não apoiar Pedro, Moacir destacou que o parlamentar é um bom político, mas só vê a pauta da educação como prioridade.

“Está descartado o apoio a Pedro Cunha Lima, estou anunciando agora. Não tenho motivo para não votar em Pedro, eu acho que a pauta de Pedro é muito educação e a minha pauta é água. Eu acho ele um bom deputado, que tem sua coerência, mas a minha opção está entre um voto administrativo que seria em João Azevêdo ou um voto político, que seria em Nilvan Ferreira, mas antes eu preciso conhecer o programa e o projeto de Nilvan, se vai realmente ter realmente, pontuou.

As declarações do parlamentar repercutiram no programa Correio Debate.

OUTRO LADO

 

Após a repercussão da declaração de Moacir, o ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD) recorreu às redes sociais para ratificar seu posicionamento pró-Pedro.

“A decisão é livre. Voto em Pedro e peço por ele sem imposição. Se alguém é próximo e não me segue tá se posicionando contra um pedido meu”, postou.

PB Agora