O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, confirmou em entrevista concedida à imprensa nesta sexta-feira (04), que o novo decreto a ser baixado pelo governador João Azevêdo (PSB), neste final de semana, que dispõe sobre medidas para conter a disseminação da ômicron, deverá vir com mais flexibilidade devido o cenário epidemiológico que se apresenta no Estado.

Contudo, o secretário adverte que os indicadores serão analisados, a taxa de transmissibilidade, a ocupação de leitos de UTI adulto, o número de casos novos diários e o número de óbitos diários, muito embora tenham apresentado uma redução no cenário da pandemia no Estado.

“Tudo será avaliado e a partir daí e eu acho que há a possibilidade de que esse novo decreto seja um pouco mais flexível, mas alguns fatores deverão continuar semelhantes ao decreto anterior”, explicou Medeiros.

 

Paraíba Online