De saída do PRTB, o vice-presidente Hamilton Mourão fará um último ato na sigla antes de se filiar ao Republicanos nesta quarta-feira (16/3).

Horas antes de assinar a ficha de filiação ao novo partido, o general terá uma reunião, às 16h30, com o governador do Rio, Cláudio Castro (PL), e com o presidente do PRTB fluminense, Antônio Carlos dos Santos.

A conversa servirá para sacramentar o apoio do PRTB à reeleição de Castro. Também deve marcar a “passagem de bastão” de Mourão para Antônio Carlos na articulação fluminense.

Especialmente porque, além de trocar de sigla, o vice-presidente passará a se concentrar em sua campanha pelo Senado no Rio Grande do Sul. O presidente do PRTB no Rio é um articuladores de Mourão no estado.

“O governador Claudio Castro tem o integral apoio do PRTB do Rio de Janeiro, principalmente por se tratar de um candidato ligado as ideologias de direita e caminhar junto com o presidente Jair Bolsonaro”, disse à coluna Antonio Carlos, confirmando o teor da reunião.

 

Uma das opções de Mourão era concorrer a uma vaga ao Senado pelo Rio. Como noticiou a coluna, o general, contudo, preferiu o Rio Grande do Sul por causa das “companhias” que teria em um eventual palanque fluminense.

Nesta quarta, logo após a reunião com Cláudio Castro, Mourão irá se filiar formalmente ao Republicanos. O evento está marcado para começar às 18h na sede da sigla, em Brasília.

O apoio do vice-presidente é cobiçado por candidatos bolsonaristas ao governo do Rio Grande do Sul. Dentre eles, o ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, e pelo senador Luiz Carlos Heinze (PP-RS).

 

METRÓPOLES