O governador João Azevêdo esteve, nesta nesta terça-feira (29), no município de Cabedelo, ocasião em que assinou os contratos para a obra de dragagem do canal de acesso e bacia de evolução do porto paraibano, supervisão e monitoramento ambiental da obra de dragagem e implantação do pátio de regulação de caminhões, Truck Center. As ações somam investimentos superiores a R$ 97 milhões de recursos próprios do tesouro estadual e garantirão a ampliação da capacidade de movimentação de cargas no Porto de Cabedelo em até 57%. O serviço incluirá o aprofundamento do canal de acesso que passará dos atuais 9,14m a 11 metros de profundidade. Já a bacia de evolução (área de manobra dos navios na área do complexo portuário), passará a ter 300 metros de largura.

As expectativas do Porto de Cabedelo com a dragagem do canal de acesso, também incluem a geração de novos empregos.  De acordo com dados da Associação Brasileira de Terminais Portuários (ABTP), para cada R$ 1 milhão investido no setor, novos empregos são gerados. Com isso, a estimativa é de que até 672 novas vagas de trabalho sejam criadas. O início dos trabalhos na obra da dragagem está previsto para junho e deve ser realizado em quatro meses, entre as fases de mobilização, execução e desmobilização.

Na oportunidade, o chefe do Executivo estadual ressaltou que a assinatura das ordens de serviço ficará marcada na história de Cabedelo, permitindo a execução de obras que trarão crescimento e agilidade operacional. “Essa ação de hoje representa um marco e o resgate de uma dívida de muitos anos com o Porto de Cabedelo que tem uma importância fundamental para a economia do estado e uma localização estratégica. Ouvimos muitas vezes que a pedra havia saído do caminho há muitos anos, algo que não ocorreu, mas, desta vez, de forma definitiva e com recursos próprios do estado, vamos fazer a obra da dragagem tão sonhada por quem produz para que tenhamos um equipamento mais moderno, com maior capacidade operacional, recebendo um grande upgrade, nos permitindo deixar um legado para a cidade. Nós também estamos resolvendo um problema de mobilidade urbana com a construção do truck center”, frisou.

A presidente da Companhia Docas da Paraíba, Gilmara Temóteo, destacou os avanços recentes do Porto de Cabedelo nas áreas administrativas e de infraestrutura terrestre e assegurou agilidade nas obras da dragagem. “Esse momento não seria possível sem a determinação e o olhar visionário do governador João Azevêdo que viabilizou essa obra que vai mudar a realidade do Porto de Cabedelo que já vem se modernizando com obras importantes que já estão acontecendo e muitas delas com recursos do Governo do Estado. O cronograma da dragagem é para ser executado ainda este ano e estamos felizes porque o Porto se prepara para aumentar a sua movimentação e teremos um futuro muito promissor”, falou.

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, afirmou que as obras da dragagem irão impulsionar a economia e a competitividade do estado. “Sei da alegria do governador como técnico, cidadão e gestor de ter a oportunidade de usufruir desse momento radiante e importante para o desenvolvimento econômico e social da Paraíba e para a distribuição da renda, graças à capacidade de organização do estado e da priorização de obras que ficarão para a história de uma cidade e de um estado em um momento em que o transporte aquaviário tende a ser fortalecido, gerando emprego, renda e melhorando a vida do povo da Paraíba”, disse.

“Nós acompanhamos a necessidade de efetivar essa ação referente a um projeto importante porque sem ele o Porto não avança. O governador está de parabéns por esta obra que vai fortalecer a importação e exportação e quem ganha com essas e outras obras é o povo da Paraíba”, declarou o deputado federal Wilson Santiago.

O deputado estadual Wilson Filho evidenciou a capacidade fiscal e financeira da gestão estadual que permitiu um investimento de aproximadamente R$ 100 milhões, colocando a Paraíba em um novo patamar de desenvolvimento. “Todos aqui sabem há quantos anos se esperava efetivamente por essa obra que não foi prometida, mas o governador assumiu a responsabilidade de investir na porta de entrada do nosso estado para a saída e entrada de mercadorias. Os recursos chegaram a entrar no orçamento da União, mas foram retirados para o Porto de Santos, mostrando o exemplo da Paraíba e de que estamos no caminho certo”, disse.

“Agradecemos a oportunidade de estar presente nesse momento histórico para o Porto de Cabedelo, a porta de entrada da riqueza do nosso estado onde são gerados emprego, renda e desenvolvimento e eu parabenizo por um investimento que leva ao futuro”, comentou o Capitão dos Portos da Paraíba, Erijansen Maciel.

Os deputados estaduais João Gonçalves, Raniery Paulino, prefeitos e auxiliares da gestão estadual estiveram presentes na solenidade.

Supervisão da obra e monitoramento ambiental – Além do contrato para a execução das obras da dragagem, o governador João Azevêdo também assinou o contrato com a empresa Eicomnor Engenharia e Caruso Soluções Ambientais e Tecnológicas, vencedora da licitação ocorrida neste mês para a supervisão da obra de dragagem e pela execução da gestão ambiental, do apoio técnico e do acompanhamento dos serviços de dragagem e derrocagem de aprofundamento por resultado.

Truck Center – Outro investimento fundamental ao crescimento operacional do porto paraibano é o pátio de regulação de caminhões de Cabedelo, o Truck Center, que deve regular o estacionamento dos veículos de carga, reduzir a formação de filas de caminhões que circulam em Cabedelo, melhorar a relação Porto-Cidade, aprimorar a gestão do fluxo e diminuir o estacionamento irregular dos veículos de carga nas vias de entorno do porto e de seus terminais, ampliando a eficiência nas operações portuárias que tendem a crescer ainda mais com a dragagem do canal de acesso e com as expansões em curso nos terminais.

O Pátio funcionará como centro de apoio logístico, organizando o fluxo e estacionamento de veículos com agendamento de entrada e saída para os terminais, terá uma área pavimentada de estacionamento para 140 caminhões, espaço destinado ao funcionamento de restaurantes e lanchonetes, banheiros e outros serviços, com área de apoio de 300m², duas edificações para administração e salas para locação, além de vias com circulação interna e estacionamento de veículos de passeio. A previsão é de que o Truck Center gere cerca de 30 empregos diretos. O Pátio será construído numa área que integra a poligonal do Porto de Cabedelo, na Retroárea do Jacaré.

 

 

 

  • PARLAMENTO PB