SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — A crise na comunicação da pré-campanha presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não poupou nem o slogan das inserções partidárias que ele protagonizou nas últimas semanas.

A frase escolhida para encerrar os vídeos de 30 segundos de duração é: “Se a gente a quiser, a gente pode”. Internamente, ela vem sendo criticada por alguns dirigentes por ser uma versão menos enfática do mote “Sim, nós podemos”, popularizado pelo ex-presidente americano Barack Obama em sua vitoriosa campanha à Casa Branca, em 2008.

A área de comunicação da candidatura de Lula vem sendo palco de uma disputa interna entre o secretário da área na estrutura petista, Jilmar Tatto, e Franklin Martins, ex-secretário de Comunicação no governo Lula.

As inserções foram criadas pelo marqueteiro Augusto Fonseca, que venceu uma concorrência interna para cuidar da comunicação da campanha petista.