Luiz Thadeu Nunes e Silva, 63 anos, natural de São Luís do Maranhão, Eng. Agrônomo, Palestrante, cronista e viajante, após sofrer um grave acidente de carro, resolveu sair pelo mundo. Em julho de 2003, Luiz Thadeu estava em um táxi, em uma BR no interior do RN, quando o condutor do veículo atendeu um celular, em um final de tarde chuvoso, perdeu o controle do carro, bateu de frente com um caminhão. Luiz teve fratura exposta de fêmur da perna esquerda. Removido para Natal na mesma noite, começou sua via crusis.

Depois de seis anos sem andar, passar por 43 cirurgias, ficar de cadeira de rodas e muita fisioterapia, Luiz aprendeu a andar com muletas, e ganhou o mundo. De 2009 a 2019, visitou 143 países em todos os continentes, sendo o brasileiro mais viajado do mundo com mobilidade reduzida.


Quando atingiu a marca de 130 países, a Infraero, então administradora do aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado, em São Luís, lhe autorizou a inaugurar uma placa comemorativa. O evento contou com autoridades, e teve ampla divulgação pela mídia local e nacional.

Ao atingir 140 países visitamos, o globetrotter recebeu um selo dos Correios, que foi amplamente divulgado.


O giramundo Luiz Thadeu já foi matéria de todos os principais jornais do Brasil, e alguns estrangeiros.
Após se aposentar, hoje Luiz estuda Jornalismo, escreve para vinte jornais e blogs de diferentes cidades brasileiras, e está lançando o livro “Com asas nos pés” , contando suas andanças pelo mundo e mostrando que se é capaz de superar barreiras, vencer limitações e realizar sonhos. Caso seja autorizada a colocação da placa, pode ser lançado o livro no Santos Dumont.


A matéria prima de Luiz Thadeu são os sonhos. Mesmo no outono da vida, ele se reinventou e a meta é conhecer todos os 193 países do mundo na classificação da ONU.


Com inúmeros embarque e desembarques no aeroporto Santos Dumont, inclusive quando havia voos internacionais, Luiz Thadeu vem saber da possibilidade da inauguração de uma placa contando sua historia junto esse importante aeroporto.
Saúde, sucesso, sorte para todos os dirigente do aeroporto Santos Dumont.

Luiz Thadeu Nunes e Silva. Eng. Agrônomo, palestrante, cronista e viajante: o sul-americano mais viajado do mundo com mobilidade reduzida.