O pré-candidato a deputado federal Ricardo Barbosa (PSB) afirmou, nesta sexta-feira (22), que a decisão do deputado federal Efraim Filho (União Brasil) de romper com o governador João Azevêdo (PSB) e compor chapa com Pedro Cunha Lima (PSDB) como candidato ao Senado foi precipitada.

De acordo com Barbosa, por 24 horas Efraim não recebeu o convite para integrar a majoritária do gestor estadual.

“Se Efraim tem demorado 24 horas para fazer aquele anúncio de adesão à chapa de Pedro, existia uma possibilidade concreta de que ele pudesse ser chamado para compor a chapa do governador João”, revelou.

 

  • PARAÍBA JÁ