A Operação 5764, que foi desencadeada pelo Gaeco e outros órgãos para investigar fraudes em licitações e contratos firmados junto a cooperativas na Paraíba, tenta esclarecer o arrombamento da sede da Secretaria Executiva de Economia Solidária do Estado, localizada no bairro Tambauzinho, em João Pessoa.

O órgão foi arrombado no dia 15 de agosto de 2020 – antes da etapa ostensiva da 5764. Os criminosos preferiram furtar documentos e contratos firmados junto às cooperativas no lugar de levar computadores e outros equipamentos de valor.  As informações sobre o caso estão no pedido de prisão preventiva apresentado pelo Gaeco, que resultou nas prisões de Jaciel Franklin e Marcelo Eleutério de Melo.

Por enquanto não há elementos na investigação que comprovem a autoria do arrombamento e o furto da documentação. O Gaeco está na ‘cola’ para descobrir quem foram os responsáveis.

O que os investigadores sabem, porém, é que a tentativa de destruir possíveis provas não obteve êxito. É que toda a documentação furtada já havia sido digitalizada. A tecnologia ‘salvou’ parte do conjunto probatório, avaliam os investigadores.

 

  • POLÊMICA PARAÍBA