Pacientes do Hospital Arlinda Marques, em João Pessoa, referência no atendimento de crianças e adolescentes, precisaram ser remanejados na noite dessa quarta-feira (11), da ala de pronto atendimento para o ambulatório da unidade hospitalar após o registro de um vazamento de gás.

De acordo com as informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES), o gás não tem cheio, provoca irritação leve nos olhos e se dissipa rapidamente, em aproximadamente uma hora. As crianças que estavam em atendimento foram prontamente remanejadas para outras áreas do hospital e o atendimento não foi suspenso.

O fato não ocorreu dentro do hospital, mas no entorno, possivelmente causado por uma obstrução de uma rede de galeria pluvial.

A situação, ainda conforme a SES, já foi normalizada e uma inspeção será realizada pela Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros para tentar confirmar a origem do problema.

PB Agora