Luísa Sonza e sua equipe têm o prazo de 15 dias para dar explicações sobre a não realização de um show na cidade de Santo Ângelo, região onde ela nasceu, no Rio Grande do Sul. O produtor Bruno Bender da Luz abriu processo contra a artista e a produtora Mynd nesta segunda-feira (11/7), com quem tinha acordado data e valor para a realização da apresentação.

Segundo consta no processo obtido com exclusividade pela coluna LeoDias, a equipe da cantora sumiu sem dar maiores esclarecimentos do motivo do não comparecimento. O show estava agendado para o dia 19 de setembro.

A reportagem apurou que a cantora sempre esteve a par da situação do show. A produção dela pediu, inicialmente, R$ 70 mil de cachê, depois R$ 120 mil, momento em que foi dado o ok, até que eles informaram que a artista queria fazer um show grande na cidade e por isso estava pedindo 50% da bilheteria.

O pedido do processo versa sobre obrigação de cumprir o acordo compactuado e, caso não seja possível, o pagamento de indenização no valor de R$ 150 mil reais referentes a danos materiais e R$ 25 mil reais em danos morais.

 

METRÓPOLES