Mais uma vez o pré-candidato ao Senado da República pelo Partido Liberal (PL), Bruno Roberto, tem que vir a público para desfazer informações falsas que são levantadas acerca da sua pré-campanha pela imprensa e pelos seus adversários. Em nenhum momento a Justiça Eleitoral aplicou multa ao candidato pela prática de propaganda eleitoral antecipada ou por motivo algum.

Em uma decisão liminar, a Justiça determinou a retirada de um outdoor em que Bruno está ao lado do presidente Jair Bolsonaro, que é e sempre foi um dos principais apoiadores da sua caminhada rumo ao Senado. A decisão foi cumprida imediatamente pela equipe do pré-candidato e não houve a aplicação de nenhuma multa, como alardeiam maldosamente algumas pessoas com intenções escusas.

O que chama a atenção nessa situação é que exemplos como o que foi explorado pelo Ministério Público Eleitoral, sobre suposta campanha antecipada, existem aos montes em várias cidades da Paraíba, envolvendo figuras públicas que já declararam que são pré-candidatos nas eleições desse ano e que não sofreram o mesmo tipo de perseguição. O pensamento de Bruno é para que esse tipo de expediente não seja uma marca dessas eleições, já que perseguição é exatamente uma das máculas que pode ferir o processo democrático.

 

ClickPB