Os roqueiros dos Titãs disponibilizaram a primeira faixa do novo álbum de inéditas. A música, que remete aos tempos áureos da banda, é uma pedrada para os dias atuais.

Com previsão de lançamento para este segundo semestre, o trabalho de 15 faixas parece indicar um projeto contestador – a considerar pelo primeiro single lançado. A composição lançada tem o nome de Caos e foi composta por Rita Lee, Roberto de Carvalho e Beto Lee (filho do casal) especialmente para a gravação da banda.

O Titãs hoje é formado por Tony Bellotto (guitarra), Sérgio Britto (vocal) e Branco Mello (baixo), com dois instrumentistas de apoio: Beto Lee (guitarra) e Mario Fabre (bateria).

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

No material de divulgação do single, Sérgio Britto disse que o refrão “hay gobierno soy contra” da canção é “um slogan anarquista” e direciona aos que “estão no poder”.

Rick Bonadio, produtor do novo disco da banda, destacou a faixa lançada: “Traz na letra a mensagem que eu mesmo gostaria de dar ao Brasil neste momento político: está um caos!”.

No meio do ano passado, quando as críticas do setor artístico ao governo de Jair Bolsonaro se tornaram mais agudas, o Titãs se manifestou publicamente, pelas redes sociais, a insatisfação e o descaso com a condução do País.

Com um agravante: a banda também estava irritada com uso indevido de canções do grupo nas manifestações bolsonaristas, vinculando o Titãs ao movimento.

Segue abaixo a incisiva letra da canção Caos, de Rita Lee, Roberto de Carvalho e Beto Lee:

Não estou aqui a passeio
Vim em busca de mim
Tô viciado em oxigênio
Tô pilhado e de saco cheio

Da excrescência calhorda
Da horda de Vossas Excelências
Cuspindo no microfone
Cheirando a enxofre

É a caterva dos cafajestes
Dessa subespécie
De homem sapo
Batráquio terráqueo

Sou hippie das antigas
Do velho e bom paz e amor

No cano da arma ponho uma flor
E quando ela me aponta eu berro:
Hay gobierno soy contra!
Soy contra, soy contra, soy contra
Contra el Gobierno!

Não estou aqui a passeio
Vim em busca de mim
Tô viciado em oxigênio
Tô pilhado e de saco cheio

Sou hippie das antigas
Do velho e bom paz e amor

No cano da arma ponho uma flor
E quando ela me aponta
Eu berro

Hay gobierno soy contra!
Soy contra, soy contra, soy contra
Contra el Gobierno!

Tá dodói?
Tá maus?
Tá foda!
Tá o caos!

 

Carta Capital