Petrobras, fachada Foto: Sérgio Lima/PODER 360

A Petrobras anunciou, nesta 5ª feira (28.jul.2022), a distribuição de R$ 87,8 bilhões em dividendos a acionistas em agosto e setembro. O governo deve receber aproximadamente R$ 25,2 bilhões. Eis a íntegra do comunicado (93 KB).

Outros R$ 6,97 bilhões serão destinados ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico), que tem 7,9% das ações emitidas pela Petrobras.

O montante será pago em duas parcelas de R$ 43,9 bilhões. O valor anunciado equivale a aproximadamente R$ 6,73 por ação ordinária e preferencial em circulação. Segundo dados da Petrobras, há mais de 13 bilhões de ações emitidas.

O anúncio vem depois do pedido do Ministério da Economia para que as principais estatais aumentem a receita de dividendos em 2022. O objetivo é tornar o pagamento trimestral e não mais semestral.

Os valores se somam aos R$ 31,5 bilhões já recebidos este ano pela União -governo e BNDES. A distribuição bilionária foi comunicada pela Petrobras depois da divulgação dos resultados de 2021, em fevereiro, e do 1º trimestre de 2022, em maio. Nas duas ocasiões, a estatal registrou lucros recordes.

O total anunciado pela Petrobras nesta 5ª indica mais um resultado robusto. A estatal publica seu balanço financeiro depois do fechamento dos mercados.

Seu último balanço foi criticado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). Desde então, o comando da estatal mudou de mãos e o preço da gasolina caiu. Nesta mesma 5ª, a Petrobras anunciou a 2ª redução do ano no valor do combustível nas refinarias, de R$ 0,15 por litro.

PODER 360