Policiais estiveram na casa do garoto que pediu comida. (Foto: Carlayle André/TV Globo)

Uma criança de 11 anos ligou para o 190 alegando que a família estava passando fome e pedindo ajuda. O apelo foi feito na noite dessa terça-feira (2) em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

De acordo com a Polícia Militar (PM), Miguel, de 11 anos, ligou para o 190 e disse que ele, a mãe e os irmãos estavam “passando fome”.

“Minha mãe estava chorando no canto, eu pedi o telefone e fui lá e liguei” ,disse o garoto Miguel.

Célia Arquimino Barros, de 46 anos, vive com seis filhos no bairro São Cosme. A mulher contou em entrevista à TV Globo que está desempregada e sobrevive com alguns bicos.

“Eu vivo do auxilio emergencial e o pai manda R$ 250, mas não é todo mês que ele manda”, falou Célia.

Célia relatou que ela e os filhos estavam sem comprar alimentos há quase três semanas.

Mãe vive com 5 filhos em Santa Luiza, na Grande BH — Foto: Carlayle André/TV Globo

“Eu só tinha fubá e farinha. Já tinha uns três dias que a gente estava assim. E que já tinha acabado as coisas, já tinham mais de 20 dias, mas ainda tinha um pouquinho de arroz, de algumas coisas. Mas há três dias so tinha farinha e fubá” .

Uma guarnição do 35º Batalhão foi até a casa de Célia e constatou que não se tratava de um caso de maus-tratos mas, sim, de uma família que passa necessidade.

A guarnição ficou bastante comovida ouvindo o relatos das crianças que há três dias eles estavam se alimentando apenas com agua e fubá”, relatou o tenente Nilmar Moreira.

A PM vai continuar ajudando a família e disse que quem puder contribuir com cestas básicas e outras doações pode entrar em contato com o Batalhão de PM.

Garoto Miguel ligou para o 190 pedindo comida. — Foto: Carlayle André/TV Globo

 

 

ClickPB