O ex-governador Ricardo Coutinho (PT) (Foto: Walla Santos)

O candidato ao Senado pelo PT, Ricardo Coutinho, pode participar de guia eleitoral de rádio e televisão e fazer campanha. A decisão do Juiz Eleitoral José Ferreira Júnior foi tomada depois de pedido feito pelo candidato adversário Bruno Roberto (PL).

No fim de semana, no entanto, o juiz proibiu o PT e partidos aliados a usarem recursos dos fundos eleitoral e partidário na campanha até que saia uma decisão definitiva sobre o deferimento ou indeferimento do pedido de resgitro de candidatura.

Coutinho não apresentou certidão do elegibilidade porque, de acordo com condenação do TSE, de 2020, está inelegível até dia 05 de outubro. A condenação é referente a abuso de poder político e econômico nas eleições de 2014, quando foi para reeleição no governo do estado.

Márcio Roberto

Quem também está proibido de receber verbas públicas para campanha é o ex-prefeito de São Bento e ex-deputado estadual Márcio Roberto (Republicanos). Em 2021, ele foi condenado por improbidade administrativa por causa de irregularidades no pagamento de servidores e em licitação.

Nos dois casos, a multa estipulada, se houver descumprimento da determinação, é de R$ 100 mil.

Márcio Roberto é candidato a deputado estadual e a impugnação, com pedido de proibição do uso dos recursos públicos foi do Ministério Público Eleitoral.

Jornal da Paraíba