Foto: Pixabay

A companhia energética Energisa anunciou que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) concedeu a autorização necessária para a operação do seu projeto de energia solar na região da Paraíba. Trata-se de duas usinas de produção do recurso, as estruturas Rio do Peixe I e II, que contaram com investimentos milionários para a sua implementação e serão essenciais para a expansão do portfólio de negócios da empresa.

Projeto da Energisa de produção de energia solar em suas duas usinas Rio do Peixe I e II na Paraíba é autorizado a entrar em operação pela Aneel nesta semana

O mercado de energia solar é um dos mais crescentes na região do Nordeste do país nos últimos anos e o estado da Paraíba acaba de conseguir um novo empreendimento que gerará uma forte economia ao longo dos próximos anos.

Trata-se das usinas de produção do recurso da companhia Energisa, a Rio do Peixe I e a Rio do Peixe II, que receberam a autorização da agência Aneel para o início da operação e geração energética.

A companhia Energisa aplicou um pacote de investimentos que chegou a R$ 334,5 milhões no desenvolvimento das usinas e, agora, pretende aproveitar o potencial produtivo das estruturas para expandir seu portfólio de negócios no território nordestino.

A Rio do Peixe I e a Rio do Peixe II, juntas, possuem um total de 70 MWp de capacidade instalada e são as primeiras da Energisa do tipo geração centralizada (usinas maiores, com maior produção de energia), garantindo assim novas portas para o crescimento da empresa no setor energético brasileiro.

Novas usinas de produção de energia solar na Paraíba serão essenciais para crescimento da Energisa no mercado das energias renováveis no Brasil

A Energisa já atua no mercado de produção de energia solar distribuída e pretende se tornar um player ainda maior no cenário brasileiro ao longo dos próximos anos, investindo agora em projetos de produção de grande porte em todo o país.

“Nos próximos cinco anos, a energia gerada nestes parques será comercializada no mercado livre pela (re) energisa, marca voltada para os negócios não-regulados que traz um ecossistema de soluções para acelerar a transição energética de nossos clientes”, destacou a companhia em comunicado recente quanto à autorização da Aneel para seu projeto.

Ao longo dos próximos cinco anos, a energia gerada nestes parques será comercializada no mercado livre pela companhia voltada para os negócios não-regulados que traz um ecossistema de soluções para acelerar a transição energética dos clientes da companhia.

A empresa possui um plano de práticas ESG até o ano de 2050 que inclui a inclusão de energias renováveis de forma ainda maior no seu portfólio de negócios no Brasil e as usinas da Paraíba contribuirão fortemente para a iniciativa.

Conheça mais sobre a companhia Energisa

A Energisa é o maior grupo privado com capital nacional do setor elétrico brasileiro, com um ecossistema de produtos e serviços voltado para protagonizar a transformação energética, conectando pessoas e empresas à melhor solução de energia e construindo um mundo mais sustentável.

O grupo possui atualmente um total de 11 distribuidoras, 11 concessões de transmissão, geração de grande porte renovável, uma marca inovadora de soluções energéticas — a (re)energisa, que controlará as usinas de energia solar da Paraíba e contribuirá com a sustentabilidade no mercado energético brasileiro.

 

FONTE