(Divulgação / MPPB)

A sede do Ministério Público da Paraíba (MPPB) tem sido sede da reunião da Comissão Nacional Permanente de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios, ligada ao Conselho Nacional de Procuradores-Gerais (CNPG) e coordenada pela entidade paraibana. O evento acontece até esta sexta-feira (9) e conta com representantes de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Bahia, Ceará, Sergipe, Pará, Santa Catarina, Goiás, Rio de Janeiro, Acre e Paraná.

Dentre as muitas alternativas a serem debatidas para frear os recorrentes episódios violentos nas praças que recebem os jogos de futebol em todo o país, os procuradores também discutem temas como combate à intolerância racial, contra a homofobia e xenofobia nos estádios. Cadastro dos torcedores, segurança privada e banimento de torcida e de torcedores também estão à mesa.

Essa comissão é permanente e foi criada no ano de 2016, com o intuito de atuar de forma preventiva e estratégica na integridade de quem cerca e participa do futebol no Brasil. Na Paraíba, o procurador Valberto Lira é o pioneiro e quem, até hoje, comanda esse trabalho.

T5