Os ataques de cangurus são raros na Austrália. (Foto: Getty Images/via BBC)

Um australiano morreu após ser atacado por um canguru que mantinha como animal de estimação, informou a polícia.

Um parente encontrou o homem de 77 anos com ferimentos graves na segunda-feira (12) em sua casa em Redmond, a cerca de 400 quilômetros ao sul de Perth.

Quando os paramédicos chegaram à propriedade rural, o canguru os impediu de atendê-lo.

A polícia foi forçada a atirar e matar o marsupial. O homem morreu no local.

Um porta-voz da polícia disse à imprensa que acreditava que o homem havia sido atacado pelo canguru — que é um animal selvagem— no início do dia.

A Austrália abriga cerca de 50 milhões de cangurus, que podem pesar até 90kg e crescer até 2m de altura.

Mas ataques fatais são raros — este é o primeiro registrado na Austrália desde 1936.

Os cangurus possuem “muitas armas”, como dentes afiados, garras e pernas poderosas, conforme explicou Graeme Coulson, especialista em comportamento de cangurus, à Australian Broadcasting Corporation.

“Certamente, se eles estão encurralados ou em algum tipo de aflição, pode ser bastante perigoso”, disse Coulson.

“O problema com os cangurus e as pessoas é que ambos são animais eretos, ficamos de pé, e uma postura ereta como essa é um desafio para o canguru macho.”

Em julho, um canguru deixou uma mulher de 67 anos com cortes e uma perna quebrada depois de atacá-la em uma caminhada em Queensland.

E uma menina de três anos sofreu ferimentos graves na cabeça durante um ataque em Nova Gales do Sul em março.

O desenvolvimento urbano em toda a Austrália está invadindo cada vez mais os habitats dos cangurus selvagens.

 

BBC