Foto: Reprodução

As eleições de 2022, devem ser as mais acirradas na história da política nacional desde a redemocratização. A disputa por uma das 36 vagas na Assembleia Legislativa não vão deve ficar atrás na emoção e na imprevisibilidade.

Este é o quarto e última projeção que o Polêmica Paraíba junto ao Blog do Gutemberg, ouvindo a opinião da redação e de vários analistas políticos traz à população paraibana.

Essa amostragem engloba os 36 prováveis eleitos e a bancada de suplentes de cada partido, onde teremos a adição de mais três nomes por legenda. Esta matéria foi idealizada por Vitor Azevêdo e Gutemberg Cardoso.

Republicanos

O partido liderado pelo Deputado Federal Hugo Motta, atraiu nomes importantes para a legenda e tem tudo para se tornar a maior bancada do estado. O Republicanos deve eleger 7 Deputados, misturando novatos e velhos atores da política paraibana.

Adriano Galdino: O ex-Prefeito de Pocinhos, está no terceiro mandato como Deputado Estadual, e é nome certo na Assembleia em 2023, Adriano também deverá ser o mais votado entre os candidatos dos Republicanos. Presidente da Casa Epitácio Pessoa em duas ocasiões, Adriano se filiou ao Republicanos nessa última janela após ficar 12 anos no PSB, a sua entrada no partido foi importantíssima pois Galdino é um dos principais articuladores em angariar novos nomes ao Republicanos e transformar o partido em uma das maiores forças políticas da Paraíba.

Wilson Filho: Líder do governo João Azevêdo na Assembleia Legislativa, Wilson Filho é um dos favorito à reeleição, após dois mandatos na Câmara Federal, o filho de Wilson Santiago se elegeu Deputado Estadual em 2018 na época filiado ao PTB. Após a saída do seu pai da liderança do partido, Wilson Filho decidiu sair da legenda.

Cortejado por vários partidos, dentre elas o PSB, o Deputado decidiu, junto a Wilson Santiago se filiar aos Republicanos, um dos principais partidos da base de João Azevêdo.

Michel Henrique: O filho do saudoso João Henrique e da Deputada Federal Edna Henrique, Michel Henrique, disputa sua primeira eleição, mas já se qualifica como um nome forte na disputa de uma das vagas na Assembleia Legislativa. Mesmo sendo um estreante, Michel tem muita experiência, “Eu sempre participei das coordenações das campanhas dos meus pais, e sempre tive uma boa relação, com os prefeitos, os apoiadores e os correligionários, então pra mim não é novidade, esse meio político”.

O ex-líder do PROS na Paraíba, se filiou ao Republicanos junto a sua mãe, ” Conversamos com várias legendas, esperei até abril, mas juntei o compromisso político com o partidário, e no Republicanos, tenho uma aliança forte com Hugo e isso foi crucial na minha escolha”.

Danielle Rodrigues: Filha da Prefeita de Mamanguape, Maria Eunice, Danielle Rodrigues é mais uma das caras novas, na luta por uma cadeira na Assembleia.

Danielle quer dar voz a região do Vale do Mamanguape, ” Estamos no começo da nossa caminhada, já são mais de 20 anos sem representantes do Vale do Mamanguape, na Assembleia Legislativa, pelo potencial turístico e econômico que a nossa região tem, temos que ter alguém que trabalhe focado na nossa região, somos mais de 13o mil habitantes, sentimos falta dessa representação na Assembleia e queremos ocupar esse espaço”.

Branco Mendes: O Deputado Branco Mendes foi prefeito da cidade de Alhandra por dois mandatos e, em 2006, decidiu ser candidato a deputado estadual, Mendes já está em seu quarto mandato e é uma das maiores lideranças políticas do estado. O Deputado saiu do Podemos e foi para o Republicanos, com o propósito de continuar na base do Governador João Azevêdo.

Francisca Motta: Com cinco mandatos de deputada estadual e um como prefeita de Patos, Francisca Motta é uma das principais forças femininas do estado. A avó de Hugo Motta, não participa de uma eleição desde 2012, quando venceu a Prefeitura de Patos, após um tempo fora das disputas, a ex-Prefeita volta em 2022 muito bem cotada para se eleger pela sexta vez na Assembleia.

Márcio Roberto: O ex-Prefeito de São Bento por duas ocasiões, angariou apoios importantes Prefeitos nestas eleições, podemos destacar os Prefeitos Jarques Lúcio, Netto Gomes, Verissinho, entre outros. Deputado Estadual por dois mandatos, Márcio espera retornar a Assembleia na chapa competitiva do Repblicanos.

PSB

O Partido do Govenador João Azevêdo conseguiu atrair nomes importantes aos quadros da legenda, nessa última janela partidária.

Dos prováveis seis eleitos, cinco se filiaram ao partido em 2022, João Gonçalves, Tanilson Soares, Chico Mendes, Tião Gomes e Júnior Araújo, se juntaram a Hervázio Bezerra, transformando o PSB em uma das legendas mais fortes do estado, e que tem o propósito de formar uma base sólida em uma eventual reeleição de João Azevêdo.

João Gonçalves: Atuando na Assembleia Legislativa desde 2003, João Gonçalves é um nome praticamente certo em 2023.

O ex-Secretário de Articulação Política durante o primeiro ano do Governo João Azevêdo, deixou o Podemos e foi para o PSB, para ser um dos pilares na Assembleia, no eventual segundo governo do socialista.

Tanilson Soares: Filho do Deputado Estadual Edmilson Soares que decidiu não concorrer à reeleição, Tanilson Soares foi eleito duas vezes Vereador em João Pessoa, sendo que em 2020 foi o mais bem votado da capital. Ele deve repetir o bom número de votos e na nossa projeção será o mais votado do partido.

Tanilson saiu do Avante e se filiou ao PSB nesta ultima janela, para seguir os passos do seu pai e continuar o legado da família Soares na Assembleia.

Chico Mendes: Prefeito de São José de Piranhas por duas vezes, Chico Mendes é um dos principais companheiros políticos de João Azevêdo.

O agora ex-Prefeito se elegeu pela primeira vez em 2016 ainda no PSB, com a saída do Governador da legenda, Chico acompanhou João e se filiou ao Cidadania onde ganhou a reeleição em 2020. Com a volta de João ao PSB, Chico retorna ao partido decidindo renunciar a prefeitura, aspirando a sua primeira vitória em uma disputa estadual.

Tião Gomes: O ex-Prefeito de Areia, é um dos principais atores políticos da Paraíba.

Nestas eleições Tião foi mais um nome a sair dos quadros do Avante e ir para o PSB. O Vice-Presidente da Assembleia é favorito para a reeleição e tem tudo encaminhado para o seu nono mandato consecutivo.

Júnior Araújo: Vice-prefeito de Cajazeiras em 2013, Júnior Araújo foi eleito Deputado Estadual em 2018 com 24.093 votos.

Júnior foi Secretário de Governo do Estado na gestão de João Azevêdo e junto a Tião Gomes, decidiu por deixar o Avante e se filiar ao PSB, por acreditar na formação de uma bancada expressiva de apoio a João Azevêdo na Casa Epitácio Pessoa.

Hervázio Bezerra: Um dos principais articuladores políticos da Paraíba, Hervázio Bezerra foi vereador de João Pessoa por cinco mandatos e secretário de Saúde da Capital entre 2000 e 2004.

Hervázio é uma importante figura na gestão João Azevêdo e não deve ter problemas, para se reeleger em 2022.

Progressistas

O partido liderado por Aguinaldo Ribeiro tem três representantes na Assembleia, e de acordo com às nossas projeções esse número deve ser ampliado com um estreante em disputas estaduais.

Jane Panta: Esposa do prefeito de Santa Rita, Emerson Panta. Jane disputou um cargo público pela primeira vez nas eleições estaduais de 2018 e obteve 21.099 mil votos ficando na primeira suplência, assumindo a titularidade do mandato em decorrência do falecimento do Deputado João Henrique em 2021. Jane tem força na região de Santa Rita e é uma das favoritas no pleito de outubro.

Galego Souza: Galego Souza, entrou na política em 2004 ao ser eleito prefeito do município de São Bento, Em 2008, Galego foi reeleito chefe do Executivo municipal e em 2014 conquistou a vaga de deputado estadual, pelo Progressistas.

Galego foi reeleito para um segundo mandato na Casa Epitácio Pessoa em 2018, e tem tudo encaminhado para uma terceira legislatura.

Dra.Paula: Esposa do Prefeito de Cajazeiras, Zé Aldemir, Dra. Paula já esteve à frente da Secretaria de Saúde do município de Cajazeiras, mas só em 2018 que a médica disputou um cargo eletivo, Ela foi eleita com 27.685 votos. A primeira dama deve ser a mais votada entre os candidatos dos Progressistas.

Em seu primeiro mandato na Casa Epitácio Pessoa, Dra. Paula foi eleita vice-presidente das comissões de Direitos da Mulher e da Saúde, Saneamento, Assistência Social, Segurança Alimentar e Nutricional e é nome consolidado na disputa em 2022.

João Paulo Segundo: O ex-Prefeito de Boqueirão por duas ocasiões, vem angariando importantes apoios na região metropolitana de Campina Grande.

Eleito em 2012 e 2016 no PSD, João Paulo decidiu se filiar no Progressistas no final da janela partidária, e mesmo sendo novato em disputas estaduais, já consegue formar uma base importante visando às eleições de outubro.

Federação PSDB – Cidadania

O PSDB está em um momento de reconstrução, a passagem de bastão de Cássio para Pedro Cunha Lima, como principal liderança do partido está em pleno curso, com a candidatura de Pedro ao Governo do Estado.

O partido está em uma federação nacional com o Cidadania e deve eleger três Deputados.

Camila Toscano: Uma das principais opositoras do Governo na Assembleia, Camila Toscano é nome certo em 2023. A filha do saudoso Zenóbio Toscano tenta emplacar o terceiro mandato como Deputada Estadual.

Focada em um discurso voltado a maior representação feminina nos cargos eletivos, Camila é um dos símbolos da renovação do PSDB na Paraíba.

Tovar Correia Lima: O Deputado iniciou a vida pública em 2004, ficando na suplência da Câmara de Vereadores de Campina Grande, na época filiado ao PTB, em 2008 já no PSDB, Tovar foi eleito pela primeira vez, se reelegendo em 2012.

Em 2014, ele foi candidato pela primeira vez a Assembleia, sendo eleito com 30.690 votos, com 17.799 votos só em Campina Grande onde seria o deputado mais votado da cidade. No ano de 2018 foi reeleito com 24.052 votos e é nome consolidado para a disputa em 2022.

Fábio Ramalho: O ex-Prefeito de Lagoa Seca, é uma das apostas do PSDB para às eleições de 2022. A sua renúncia foi um dos principais eventos da janela partidária na Paraíba, foi nesta ocasião que a aliança Pedro e Efraim foi oficializado para todo o estado.

Com a experiência de 8 anos de gestão na Prefeitura, Ramalho é um dos estreantes, com maior probabilidade de vitória no pleito de outubro e nas nossas análises será o mais votado da federação.

Manoel Ludgério: Eleito Deputado Estadual pela primeira vez em 2002, Manoel Ludgério saiu do PSD após a polêmica troca na mudança do diretório estadual do partido, com a saída de Romero Rodrigues e a entrada de Daniella Ribeiro nos quadros da legenda.

O Deputado decidiu pela filiação no PSDB e espera continuar por mais quatro anos na Assembleia.

PL

O partido do Presidente Bolsonaro tem três representantes certos na Assembleia em 2023, e tenta angariar mais eleitos pautados na força da direita bolsonarista na Paraíba.

Walber Virgolino: O Deputado Estadual, Walber Virgolino, vai disputar a reeleição para a Assembleia Legislativa, como um dos principais nomes da direita no estado. Walber é parte de uma grande aliança, que tentará eleger Nilvan Ferreira, Governador da Paraíba.

” Eu vou defender o meu mandato para Deputado Estadual, eu nem precisaria participar dessa grande aliança, poderia trilhar o meu caminho sozinho, mas sinto que a direita precisa mais do que nunca se juntar, pois não podemos deixar a esquerda tomar conta da Paraíba”.

Caio Roberto: Filho de Wellington Roberto, líder do PL no estado, Caio Roberto se elegeu pela primeira vez em 2010, e já está no terceiro mandato na Assembleia. Após três eleições filiado ao PR, Caio migra para o PL e deve se reeleger como uma das principais forças da direita no estado e com a maior votação do partido de Bolsonaro.

Moacir Rodrigues: Irmão do ex-Prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, Moacir foi secretário executivo da Interiorização da Ação do Governo da Paraíba e presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa).

Em 2018 foi eleito deputado estadual com 18.463 votos e é favorito a reeleição. sendo um dos principais apoiadores do Presidente Bolsonaro no estado.

Federação PV – PCdoB e PT

A federação dos partidos de esquerda, pretende ampliar o número de cadeiras na Assembleia, nas nossas projeções a federação emplacaria três nomes, mas uma possível vitória do Presidente Lula, pode elevar os eleitos desse espectro político.

Inácio Falcão: O único Deputado do PCdoB no estado, Inácio Falcão foi vereador em Campina Grande por quatro mandatos, e tenta a sua terceira legislatura na Assembleia.

Após disputar a Prefeitura de Campina Grande em 2020, onde ficou na terceira colocação, Inácio é um dos nomes fortes da esquerda paraibana no pleito de outubro.

Luciano Cartaxo: O ex-Prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, já foi eleito deputado estadual, vice-governador e vereador por 4 mandatos. Cartaxo saiu do PT em 2015, e após passar por PSD e PV, volta a sua velha casa, com intenções de formar um PT cada vez mais forte. Luciano deve ser o mais votado na federação.

Cotado no inicio do ano para ser o candidato do PT para o Governo do Estado, após a formação da aliança entre MDB e o PT, que alçou o nome de Veneziano ao posto, Luciano decidiu disputar uma vaga na Assembleia e é um dos grandes favoritos nesta eleição.

Cida Ramos: Em 2016, Cida disputou a Prefeitura Municipal de João Pessoa, apoiada pelo então governador Ricardo Coutinho no PSB. ela obteve 125.148 votos e perdeu no primeiro turno para Luciano Cartaxo.

Em 2018, Cida Ramos foi eleita a deputada estadual mais votada na história da política do estado, com 56.048 votos. Em 2022, a Deputada decidiu sair do PSB e se filiar ao PT, junto de Estela Bezerra, Márcia Lucena e Jeová Campos em apoio a volta de Ricardo Coutinho ao Partido dos Trabalhadores.

União Brasil

Fundado nesse ano, fruto da fusão entre o DEM e o PSL, o União Brasil, já é uma das principais legendas do estado, e tem na figura do candidato ao Senado Efraim Filho a sua principal liderança.

O partido deverá eleger quatro representantes, três desses terão sua primeira experiência em um mandato a nível estadual.

Taciano Diniz: O Deputado Estadual Taciano Diniz, tenta à reeleição em 2022, após passar por dois partidos nesses quatro anos de mandato, e deve ser o mais votado na chapa muito competitiva do União.

Eleito em 2018 no Avante, Taciano era uma das principais lideranças do Solidariedade mas após a mudança no diretório estadual, decidiu seguir o ex-Presidente Aledson Moura e se filiou no União Brasil, “É um partido com fibra moral, que dá condições de fazer política do jeito certo”, afirma Taciano.

George Morais: Filho do ex- Senador Efraim Morais e irmão de Efraim Filho, George Morais é mais um estreante na corrida por uma das vagas na Assembleia Legislativa. George Morais está rodando a Paraíba, ao lado de Efraim Filho, levando o seu nome para às bases da família em todo o estado, e espera levar o nome da família Morais de volta à Assembleia, onde o seu pai foi Deputado Estadual por dois mandatos durante os anos 80.

Ex- Superintendente da Semob, George vem angariando importantes apoios por todo o estado e é um nome muito bem cotado para a eleição de outubro.

Gilbertinho: O ex-Prefeito da cidade de Lagoa, destaca a importância da renovação nos quadros da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) com jovens que possam trazer ideias inovadoras para o desenvolvimento do Estado.

O “menino guerreiro” como é chamado em sua cidade, também afirma sobre a importância de serem eleitos representantes de cada região da Paraíba, para que a Casa Epitácio Pessoa seja mais representativa.

Solidariedade

O Solidariedade passou por duas mudanças na Presidência do diretório estadual em apenas 4 meses, em janeiro Aledson Moura entrou no lugar de Manoel Júnior, e em março, o Deputado Estadual Eduardo Carneiro se tornou o novo líder do partido, desagradando a ala de Aledson que saiu em massa do Solidariedade.

Eduardo Carneiro: Eduardo Carneiro foi vereador por dois mandatos na Capital, sendo eleito Deputado Estadual em 2018 pelo PRTB o Deputado tem tudo para ser um importante puxador de votos do Solidariedade.

Eduardo é favorito a reeleição e como novo líder do Solidariedade aposta em um partido forte nessas eleições, “O Solidariedade será, com certeza, a grata surpresa dessa eleição, pois ganhou mais de 200 mil votos testados nas urnas, o que é importante para a segurança e a expectativa é de formar uma grande bancada na Assembleia”.

Dudu Soares: Dudu é aposta do Solidariedade como um dos grandes expoentes nessas eleições, Aos 17 anos, iniciou a sua carreira profissional como estagiário do escritório de advocacia Marcos Inácio, onde construiu um legado de mais de 20 anos de compromisso com a advocacia previdenciária.

Dudu foi assessor direto no gabinete do vereador João Almeida e participou da sua campanha para prefeito de João Pessoa, em 2020, ele também atuou na construção das candidaturas de Charles e Rafaela Camaraense, na cidade de Cuité.

MDB

O MDB passou por mudanças importantes nesse último ano, o Senador Veneziano Vital é o novo Presidente do diretório estadual, a aliança PT e MDB foi formada para a disputa pelo Governo do Estado e houve a saída de nomes históricos do partido, se destacando a ida de Raniery Paulino para o Republicanos.

Ana Cláudia Vital: A esposa do senador Veneziano Vital, foi Secretária executiva da Mulher e da Diversidade Humana e Secretária executiva da Casa Civil, na gestão de Ricardo Coutinho e Secretária do Desenvolvimento e da Articulação Municipal no Governo João Azevêdo e deve ser a principal reserva de votos do MDB.

Ana se candidatou ao cargo de Deputada Federal em 2018, mas não se elegeu, ficando como suplente. Em 2020, foi candidata a prefeita de Campina Grande, mas também não foi eleita, em 2022 Ana Cláudia se credencia como uma das favoritas a uma das vagas na Assembleia.

Anderson Monteiro: O ex-Prefeito mais jovem da história de Esperança, Anderson Monteiro, foi eleito Deputado Estadual em 2018 na época filiado ao PSC.

Nessa janela partidária de 2022, Anderson decidiu migrar para o MDB, onde se tornou o vice-Presidente do partido na Paraíba, solidificando o seu nome e a sua candidatura nos quadros da legenda.

PSD

O PSD passou por momentos turbulentos nessa janela partidária, a polêmica troca de Romero Rodrigues por Daniela Ribeiro, na Presidência do diretório estadual ocasionou um grande entra e sai de políticos do partido, mas dois nomes se destacam e são favoritos ao pleito.

Felipe Leitão: Ex– Secretário de Desenvolvimento Social de João Pessoa na gestão de Cícero Lucena, Felipe Leitão foi eleito Deputado Estadual pela primeira vez em 2018 na época pelo Patriotas.

Após sair do Avante no final da janela partidária, Felipe decidiu ir para o PSD e deve se reeleger nas eleições de outubro, como um dos principais nomes na região de João Pessoa e nome mais forte do partido.

Emerson ” Mofi ” Machado: O repórter Emerson Machado também era filiado ao Avante e decidiu fazer a troca para o PSD, alegando motivos pessoais.

Candidato a Câmara Federal em 2018, Emerson teve uma votação expressiva em sua primeira eleição e tenta se eleger na Assembleia pautado pela popularidade e pelo extenso trabalho como repórter policial na Paraíba.

Suplentes

Neste levantamento o Polêmica Paraíba traz aos leitores, os prováveis suplentes de cada partido e federação, nomes consolidados e importantes da política paraibana que tem totais condições de se tornarem Deputados Estaduais.

Republicanos

1° Suplente – Bosco Carneiro

2° Suplente – Jutay Meneses

3° Suplente – Alexandre de Zezé  

PSB

1° Suplente – Gilma Germano

2° Suplente – Cris Furtado

3° Suplente – Anísio Maia

Progressistas

1° Suplente – Lindolfo Pires

2° Suplente – Tarcísio Jardim

3° Suplente – Aron Andrade

Federação PSDB – Cidadania

1° Suplente – Tenente Rebeca

2° Suplente – Bruno Linhares

3° Suplente – Alexandre Araruna

PL

1° Suplente – Sargento Rui

2° Suplente – Leila Fonseca

3° Suplente – Cicinho Lima

Federação PT – PV e PCdoB

1° Suplente – Marcos Henriques

2° Suplente – Márcia Lucena

3° Suplente – Jô Andrade

União Brasil

1° Suplente – Airton Pires

2° Suplente – Nilson Lacerda

3° Suplente – Aledson Moura

Solidariedade

1° Suplente – Eduardo Brito 

2° Suplente – Germana Wanderley

3° Suplente – Irmão Cézar

MDB

1° Suplente – André Gadelha

2° Suplente – Camilinho Franco

3° Suplente – Doutor Romualdo

PSD

1° Suplente – Eva Gouveia

2° Suplente – Lucinha Lima

3° Suplente – Comandante Euller

 

Fonte: Polêmica Paraíba e Blog do Gutemberg