Presidente do Botafogo-PB, Alexandre Cavalcanti. Foto: Paulo Cavalcanti / Botafogo-PB

O Botafogo-PB já tem trabalhado para a temporada de 2023 após a CBF divulgar o calendário oficial das competições do ano que vem. E o que o clube tem focado é o lado financeiro do Belo. Segundo Alexandre Cavalcanti, presidente do Alvinegro da Estrela Vermelha, há uma projeção de arrecadação em torno de R$ 2 milhões ou até mesmo R$ 3 milhões de reais, a depender do desempenho do time botafoguense na Copa do Nordeste e na Copa do Brasil.

Alexandre Cavalcanti admitiu que o Botafogo-PB tem montado um planejamento parecido como o que tem sido traçado pelo Campinense, que espera arrecadar pelo menos R$ 2 milhões em 2023. Ainda de acordo com o mandatário botafoguense, é preciso aguardar o desempenho da equipe nas Copas, em especial a Copa do Nordeste, já que o clube vai direto para a pré-Copa.

O planejamento que está sendo feito, seja essa ou qualquer outra diretoria, é próxima do Campinense. Temos a Copa do Brasil, com a cota de R$ 600 mil reais, e a Copa do Nordeste ainda não temos a certeza, já que vamos para a pré-Copa. Se tudo der certo, o orçamento é de R$ 2 milhões”, comentou.

O presidente do Botafogo-PB disse que o clube ainda espera contar com ganhos relativos a patrocínios. No entanto, segundo Alexandre, há a possibilidade de o Belo receber dinheiro de apoio governamental, mas que não é uma certeza para o time paraibano.

Nós temos ainda a possibilidade de patrocínios, que é em torno de R$ 80 a R$ 100 mil de camisa, que é mais R$ 1 milhão, mais outros incentivos. Só que não podemos contar ainda com esses incentivos. O orçamento do Botafogo-PB para 2023 será em torno de R$ 2 a R$ 3 milhões de reais, a depender da nossa participação da Copa do Brasil”, concluiu.

Jornal da Paraíba