Vendedora contou que fez campanha, participou de reuniões, além de contratar pessoas para trabalharem na divulgação da candidatura

A candidata a deputada estadual Thamires Oliveira (Agir), de 33 anos, obteve apenas um voto, dela próprio, nas eleições 2022. A vendedora, que disputava uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), contou que fez campanha, participou de reuniões, além de contratar pessoas para trabalharem na divulgação da candidatura. De acordo com Thamires, recebeu R$ 5 mil em 17 de setembro do Fundo Eleitoral da direção estadual do Agir para a campanha e um pacote com milhares de santinhos em “dobradinha” com o presidente do partido, Carlos Roberto, candidato a deputado federal. No entanto, ela não aprovou o material e não o distribuiu nas ruas. A candidata relatou que o partido não deu nenhuma assistência. Além disso, ela contou que fez campanha de porta em porta. Contudo, tanto a família da vendedora quanto as duas funcionários que contratou para a campanha não votaram nela.

 

Jovem Pan