Foto: Reprodução

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou o pedido da campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para retirar do ar um site com informações relacionadas ao processo eleitoral. Criado pelo atual campanha do presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) para divulgações de informações negativas à respeito do petista, o site reúne textos que ligam o ex-presidente ao Primeiro Comando da Capital (PCC) e traz denúncias do ex-ministro Antonio Palocci sobre propina e ainda faz referência aos escândalos de corrupção. A campanha do PT alega vinculação de notícias falsas e de propaganda negativa do candidato à Presidência da República. O TSE afirma que os conteúdos apresentados na ação não podem ser considerados ilegais, uma vez que se caracterizam pela reprodução de matérias jornalisticas. Após determinação do tribunal, o presidente Bolsonaro tem feito suas lives da casa de um de seus seguranças. Já Lula disse que não haverá baixo nível em suas participações nos debates de segundo turno contra Bolsonaro.  O assunto foi tema no programa 3 em 1, da Jovem Pan, desta segunda-feira, 10.

Para o comentarista Rodrigo Constantino, Lula não tem um plano de governo concreto e por isso faz apelos ao TSE. “O desespero está começando a bater na porta da esquerda. Como é que vamos debater projeto se o ex-presidiário Lula se quer apresentou o plano de governo. Por que não apresentou? Ele não tem ou ele sabe que vai perder votos. Estão querendo dar uma carta em branco para quem já foi para o governo e que governou de forma um tanto radical e que voltaria com muito mais rancor e ressentimento. Outro aspecto como alguém que é acusado de participar de uma milícia pelo PT para espalhar fake news?. Não há fake news capaz de pintar um Lula mais podre e abjeto do que o verdadeiro. Assim como não há ninguém que possa subir no palanque ao lado do Lula para constrange-lo. Então estamos falando de uma figura que já deu todas as provas de não valer nada”, comentou.

 

Jovem Pan