Liz Trus renuncia ao cargo de primeira-ministra após seis semanas no poder

Reino Unido vai conhecer o novo primeiro-ministro até sexta-feira, 28, anunciou o parlamentar Graham Brady. “Será possível concluir uma eleição até sexta-feira, 28 de outubro”, disse Brady a repórteres. A decisão vem após Liz Truss, que estava há seis semanas no cargo, anunciar nesta quinta-feira, 20, sua renúncia, alegando que não conseguiria cumprir suas promessas. “Reconheço que, dada a situação, não posso entregar o mandato pelo qual fui eleita pelo Partido Conservador. Portanto, falei com Sua Majestade o Rei para notificá-lo de que estou renunciando ao cargo de líder do Partido Conservador”, afirmou Truss. “Esta manhã encontrei o presidente do Comitê de 1922, Sir Graham Brady. Concordamos que haverá uma eleição de liderança a ser concluída na próxima semana. Isso garantirá que permaneçamos no caminho para entregar nossos planos fiscais e manter a estabilidade econômica e a segurança nacional de nosso país”, continuou a agora ex-premiê britânica. Em seis semanas de governo, Truss enfrentou uma crise de confiança por causa do seu plano de governo, e dois ministros foram demitidos, incluindo o ministro das Finanças. Uma pesquisa feita pela YouGov mostrava que a maioria dos parlamentares preferiam que ela renunciasse ao cargo a continuar no poder. Dois dias após informar que não largaria a sua posição, ela abdicou e se tornou a primeira-ministra que ficou menos tempo no cargo na história do país.

 

Jovem Pan