(Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)

Um jovem de 19 anos foi preso na manhã deste sábado (22) suspeito de matar o comandante da Guarda Municipal de Conde, na Grande João Pessoa, Sérgio Carneiro da Silva, de 38 anos. O crime ocorreu no Cabo Branco, na Capital, na última quarta-feira (19). Outros dois suspeitos ainda são procurados.

À TV Correio, a polícia informou que ele foi preso no bairro de Manaíra, em João Pessoa, onde estava escondido na casa de parentes, e não teria resistido à prisão. O jovem confessou que a intenção era roubar o carro, mas o guarda reagiu com tiros e acabou sendo baleado.

O suspeito estava com uma bala alojada nas costas desde o dia do crime e após ser preso, foi levado para o Hospital de Trauma de João Pessoa.

De acordo com a polícia, o preso disse que a arma usada contra o guarda seria de outra pessoa e após o crime, foi descartada e ainda não foi localizada.

O jovem de 19 anos já havia sido preso por outros crimes e estava solto há cerca de um mês. Ele foi autuado em flagrante por crime de latrocínio. À TV Correio, o suspeito disse que está arrependido e pediu perdão à família da vítima.

O caso

Sérgio Carneiro da Silva, de 38 anos, teve o carro interceptado por dois homens em uma moto. A perícia identificou, inicialmente, que o guarda teria reagido porque foram identificadas cápsulas de balas que teriam sido disparadas por ele.

Sérgio foi atingido por um tiro. Ele chegou a dirigir por alguns metros, mas perdeu o controle do veículo e colidiu com um poste, ainda na Avenida Cabo Branco.

Portal Correio