Luiz Dórea revela próxima luta de Robson Conceição e mira nova disputa de título

Luiz Dórea é o convidado do Mundo da Luta desta semana. Em um bate-papo com Adriano Albuquerque, Carlos Antunes.

Luiz Dórea é o convidado do Mundo da Luta desta semana. Em um bate-papo com Adriano Albuquerque, Carlos Antunes e Gleidson Venga, o treinador contou suas impressões sobre a última luta de Robson Conceição, que acabou empatada com Emmanuel Navarrete, em novembro, frustrando os planos do seu pupilo na busca pelo título mundial de boxe.

Apesar de mais uma vez ver o sonho do título mundial adiado, Robson voltará aos ringues no dia 13 de abril, ainda sem oponente definido, e uma vitória poderá garantir a ele uma nova chance pelo cinturão. E Dórea está confiante em uma grande atuação de seu atleta.

– O Robson, depois daquele empate que deram, descansou uns 15 dias e voltou aos treinos. Ele luta no dia 13 de abril nos Estados Unidos. Nos próximos dias vamos saber o adversário, mas logo ele volta ao ringue. Será uma luta preparatória, o Robson é o número um do mundo no Conselho Mundial de Boxe, e está pronto para disputar o título mundial mais uma vez. Infelizmente, algumas vezes coisas fora do ringue acabam tirando nossa vitória, mas a gente sabe que está no caminho certo, nossa parte estamos fazendo. O Robson é um cara que se dedica 100%. Ele fez um grande combate contra um grande atleta. O Navarrete é um nocauteador nato, um excelente atleta de nível internacional, campeão em várias categorias, e deram empate. Mas estamos no caminho certo e se Deus quiser vamos ter mais uma oportunidade.

Passados quase três meses do duelo contra Navarrete, Dórea admite que o resultado ainda está engasgado, e contesta a decisão dos juízes que acabou decretando o empate naquela oportunidade.

– O Navarrete é um grande atleta, mas na contagem dos pontos vencemos a luta, tanto que a própria televisão mostrou isso. O Robson golpeou quase que o dobro do que ele. Teve um árbitro que viu a vitória do Navarrete e dois deram empate. Foi uma grande batalha, uma grande luta, a gente sempre frisa isso. A gente treina muito, respeitamos muito nosso adversário, mas tenho consciência, pela nossa experiência de 45 anos no boxe, que vencemos a luta por dois ou três pontos, mas deram empate.

No podcast, Dórea ainda projeta os próximos passos de seus dois campeões olímpico, Robson e Hebert Conceição, destacou a trajetória de Bia Ferreira, candidata a medalha nos Jogos de Paris, além de relembrar como foi o início meteórico de Junior Cigano no MMA, e muito mais.

Fonte: Combate