Protocolo anti-suicídio teria sido implantado para Dani Alves em sua cela

Segundo um ex-companheiro de cela, o jogador está deprimido e os funcionários alertaram a direção do Centro Penitenciário Brians 2

Perto de saber o veredito de seu julgamento pela acusação de estupro, Daniel Alves segue preso provisoriamente no Centro Penitenciário Brians 2, em Barcelona. Desde que foi detido, o jogador tem tido dificuldade de interagir com outros detentos e passa bastante tempo isolado. Familiares do atleta afirmam que ele tem sofrido de insônia e perdido muito peso. Segundo um ex-companheiro de cela, o presídio chegou a implementar um protocolo anti-suicídio na cela do brasileiro.

De acordo com depoimento do homem, que se chama Coutinho, os funcionários responsáveis por cuidar de Alves teriam alertado a direção do centro penitenciário sobre o seu estado mental.

– Após o julgamento, ele sofreu de depressão. Fizeram isso por medo de que ele se cortasse, tentasse fazer uma loucura ou algo do gênero. Ele esteve sob esse protocolo no dia seguinte ao julgamento – explicou o ex-companheiro de Dani Alves ao programa espanhol Fiesta.

O brasileiro foi julgado entre os dias 5 e 7 deste mês. Em três dias de audiências, o Tribunal de Barcelona ouviu 28 testemunhas, tanto as indicadas pela defesa quanto pela acusação, e analisou as provas. Ele é acusado de ter estuprado uma jovem na noite do dia 31 de dezembro de 2022, na boate Sutton, localizada na capital catalã.

A pena para o crime de agressão sexual com penetração é de doze anos de reclusão na Espanha. A advogada que representa suposta vítima pediu o tempo máximo de pena.

Ex-companheiro também revelou desejo de fuga de Alves

Dani Alves está preso preventivamente desde o dia 20 de janeiro do ano passado, pelo alto risco de fuga que seu caso apresenta às autoridades locais. Ele teve a liberdade condicional negada diversas vezes, apesar dos apelos da defesa.

Há alguns dias, o mesmo homem foi quem revelou que Daniel Alves tinha o desejo de fugir, em caso de liberdade provisória, a fim de escapar do julgamento. A informação foi divulgada pela jornalista Silvia Sálamo, do programa TardeAR, da emissora espanhola Telecinco.

Esposa de Daniel Alves compartilha carta escrita pelo jogador

Carta de Daniel Alves endereçada à esposa, Joana Sanz
Carta de Daniel Alves endereçada à esposa, Joana Sanz (Foto: Reprodução)

Joana Sanz é uma das poucas pessoas que seguem ao lado de Daniel Alves após ele ser preso. Em agradecimento, o ex-lateral do Barcelona escreveu uma carta, que foi publicada pela própria modelo em suas redes sociais.

Minutos depois, ela apagou a publicação e escreveu na sequência: “Publiquei por engano algo para todos que era para melhores amigos. Vocês acompanham o meu Instagram com notificações ou algo assim?.

Nesta segunda, a Telecinco reproduziu o documento na íntegra. Leia abaixo:

– Dentro da minha imperfeição, aprendi que não posso dedicar meu tempo no que já foi, mas sim transformar minha energia no que está acontecendo agora. E o que é; é que você é o que sonhei. O que sonhei e o que continuo sonhando. Tudo que eu quero é fazer isso com você. Eu não tive a mulher errada… sim, foi você. Não há um único dia, nem um único momento, nem um único plano em que você não esteja lá. Eu rezo todos os dias para que chegue o dia em que eu possa ver você ao acordar. A saudade é por não poder fazer isso agora. A saudade é de quem não tem motivos para sonhar. Eu te amo e sinto você todos os dias, em um lugar onde só você tem acesso. Seja onde for, tanto faz o lugar, mas com você ao meu lado sempre. Sinto saudades sua. Te amo – escreveu Alves.

Por Trivela