Secretário aponta que, caso Unipê insista em cobrar estacionamento, Procon deverá tomar medidas; órgãos se reúnem próxima semana

O secretário do Procon João Pessoa, Rougger Guerra, informou ao ClickPB, nesta quinta-feira (22), que haverá “audiência na Procuradoria do Consumidor do Ministério Público da Paraíba na semana que vem, com a presença de todos os envolvidos.”

Uma audiência na próxima semana pode definir sobre a atitude do Unipê de cobrar estacionamento dos estudantes da instituição. A medida representa um acréscimo de gastos que tem assombrado os alunos do Centro Universitário de João Pessoa (Unipê).

O secretário do Procon João Pessoa, Rougger Guerra, informou , nesta quinta-feira (22), que haverá “audiência na Procuradoria do Consumidor do Ministério Público da Paraíba na semana que vem, com a presença de todos os envolvidos.”

Rougger relatou, ainda, que, se o Unipê mantiver as cobranças “para os alunos já matriculados, os Procons de João Pessoa e do Estado da Paraíba decidirão, conjuntamente, quais medidas serão adotadas para fazer valer os direitos dos consumidores.”

O Unipê pode ser multado por cobrar estacionamento que, até então, era gratuito para os estudantes. Informações levantadas pelo ClickPB com algumas fontes indicam que a multa total poderá chegar a até R$ 600 mil.

O entendimento dos Procons de João Pessoa e do Estado da Paraíba é de que a cobrança só poderá ser feita em novos contratos, neste caso, com novos alunos matriculados, pois assim poderá constar previamente informado da cobrança do estacionamento ao estudante.

A cobrança de estacionamento no Unipê, considerada indevida, tem provocado a revolta dos alunos. Muitos deles, inclusive, anunciaram a transferência da faculdade e outros se mantêm lutando para derrubar a decisão.

Nas redes sociais do Unipê, os matriculados demonstram revolta através dos comentários. Eles revelam descontentamento e preocupação com a cobrança de estacionamento, pois isso encarece ainda mais os custos com a graduação.

Por ClickPB