Tempestade e outros fenômenos reforçam nuvens de chuva na Paraíba e precipitação no Sertão deve persistir até próxima semana

No Litoral, a expectativa é de aumento das chuvas, especialmente a partir do próximo domingo. Há previsão de chuvas fortes no leste entre segunda-feira (26) e terça-feira (27).

As chuvas que vêm sendo registradas no Sertão da Paraíba nos últimos dias devem persistir até o início da próxima semana. No estado, a tempestade Akará, mesmo distante, exerce influência na formação de nuvens carregadas e, por isso, também deve chover no Litoral. A previsão é da meteorologista Morgana Almeida, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

“Até pelo menos o início da próxima semana, as chuvas deverão persistir no Sertão, embora, no fim de semana, as pancadas devem ficar mais isoladas. Por outro lado, no Litoral, a expectativa é de aumento das chuvas, especialmente a partir do domingo”, observa.

Morgana verifica que, embora a Akará esteja no oceano Atlântico, afastada da costa do Brasil, contribui para reforçar o alinhamento das nuvens de chuva. Mas, segundo ela, a partir desta sexta-feira (23), haverá mudança nesse cenário com o enfraquecimento do sistema de baixa pressão e, consequentemente, dissipação e o avanço de um vórtice ciclônico de altos níveis (VCAN)”.

Esse novo quadro, conforme a meteorologista, poderá causar chuvas mais fortes na próxima madrugada e nesta sexta-feira no leste. No interior, as chuvas poderão ficar mais mal distribuídas.

“Porém, no fim de semana e início da próxima semana, continuaremos com a ZCIT atuando e um aumento do transporte de umidade do oceano para o continente, padrão que poderá causar chuvas fortes no leste entre segunda (26) e terça-feira (27)”, acrescenta.

Morgana Almeida afirma que, embora esteja chovendo, ainda estamos sob a influência do fenômeno climático El Niño, que já esteve mais forte e está enfraquecendo. “Tal fenômeno, desfavorece as chuvas no Nordeste do país de maneira geral. O próximo trimestre, março, abril e maio, é o mais importante em termos de contribuição percentual de chuva anual do centro e oeste da Paraíba. Ainda se prevê irregularidades nas chuvas, apesar de o El Nino estar enfraquecendo”, completou.

Por ClickPB