Corpo de mulher que desapareceu após ter carro arrastado por riacho no RN é encontrado

O Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte encontrou na manhã desta quarta-feira (6) o corpo de uma mulher que estava desaparecida junto com o marido desde a noite do domingo (3), após ter o carro arrastado por uma tromba d’água em Carnaúba dos Dantas, na região Seridó potiguar.

O homem, José Everaldo Dantas, de 48 anos, tinha sido encontrado morto na manhã de terça-feira (5), no açude público da cidade, mas Maria das Vitórias Dantas, de 51 seguia desaparecida até a manhã desta terça (6).

O corpo da mulher foi encontrado por volta das 6h no mesmo reservatório em que o corpo do marido estava, segundo o tenente Tertuliano, que participava das buscas. Segundo ele, o açude fica localizado a uma distância entre 1,5 km e 2 km do local de onde o carro do casal foi levado pelas águas.

Uma equipe do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) foi acionada para recolher o corpo e realizar os exames necroscópicos. Segundo o Corpo de Bombeiros, um filho do casal foi ao local no início da manhã para acompanhar o trabalho de resgate.

Além dos militares, as buscas pelas vítimas mobilizaram pescadores, moradores da região e a prefeitura da cidade, que montou uma estrutura de apoio aos bombeiros.

Carro arrastado

 

O carro foi arrastado pela força da água de um riacho e o casal que estava dentro dele desapareceu, na noite do último domingo (3), após o rompimento de uma barragem.

O Corpo de Bombeiros informou que a população acionou a corporação por volta das 21h30. Segundo as testemunhas, o casal tentava atravessar uma passagem molhada, quando foi surpreendido por uma tromba d’água que teria sido causada por pelo rompimento de uma barragem da região.

O carro foi encontrado cerca de 40 minutos após o início das buscas a uma distância de 1,5 km do local de onde foi arrastado. Os ocupantes, no entanto, não estavam dentro dele.

As cheias dos rios e reservatórios no interior do estado são consequências de fortes chuvas que têm sido registradas ao longo das últimas semanas.

Segundo o setor de meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), o estado registrou volume 48,1% acima da média esperada ao longo de fevereiro. Foram 135,8 milímetros (mm), enquanto o esperado para o período era de 91,7mm.