Na véspera do Dia Internacional da Mulher, homem é preso suspeito de torturar sua ex-companheira

Um homem de 32 anos foi preso nessa quinta-feira (7) na cidade de Campina Grande, suspeito de ter torturado sua ex-companheira, fato que ocorreu no último fim de semana.

De acordo com o relato da Polícia Civil, o indivíduo chegou a prender a mulher dentro de casa e amarrá-la em uma cadeira. Conforme as investigações, ele agrediu e torturou a vítima a ponto de raspar o cabelo dela. Durante as agressões, a mulher aproveitou um momento de distração do suspeito e conseguiu foragir.

Ao Portal Diário, a delegada da Delegacia da Mulher, Karine Vasconcelos, disse que ele responderá por tortura e tentativa de feminicídio.

As informações são de que o agressor tem três filhas com a vítima e que o fato teria acontecido porque ela foi até a casa dele para pegar as crianças, visto que a guarda é compartilhada.

As investigações apontam ainda que o casal está separado há cerca de cinco meses e que ele teria premeditado as agressões. De acordo com a Polícia Civil, o homem teria deixado as filhas com uma tia dele e esperado a ex-companheira chegar em sua casa, quando a convidou para entrar e em seguida fechou a casa e praticou o delito.

Logo após o fato ocorrido o suspeito fugiu. Ao receber a denúncia, a Autoridade Policial representou pela prisão preventiva do investigado, fato que foi concretizado nessa quinta-feira (7).

Ele foi detido e encaminhado para a Central de Polícia de Campina Grande.

Portal PB News com Portal Diário